Configure seu roteador sem fio

A maioria dos roteadores vêm com um disco de instalação, mas sugerimos deixá-lo de lado e configurar seu roteador manualmente por meio de seu navegador.

Os CDs de instalação são bons para iniciantes, mas normalmente você tem melhor acesso às configurações avançadas via browser.

E pode-se acessar tal interface a partir de qualquer computador conectado à rede sem ter de se preocupar com um disco.

Uma vez que você tiver aprendido como configurar a rede pelo navegador, estará muito mais preparado em caso de algo dar errado com sua rede mais tarde. O processo exato varia levemente com cada marca e modelo, mas as opções no menu na maioria das principais fabricantes é bem parecida. Veja como começar.

Para o máximo alcance, posicione o roteador em alguma prateleira alta ou coloque-o na parte de cima de uma parede central à casa. Conecte um cabo ethernet entre seu modem de banda larga (seja ele a cabo ou DSL) e o roteador, de maneira que ele leve à porta de Internet do roteador. Para garantir alta qualidade, use cabos Cat-5e ou superiores para todas as conexões. Por isso, esqueça cabos em promoção.

Conecte um segundo cabo ehernet entre qualquer das portas Ethernet do roteador e à portas LAN do PC que for usar para a configuração. Tal conexão não será permanente; ao final do processo, este cabo poderá ser eliminada, caso o computador em questão tenha facilidade wireless instalada.

O primeiro detalhe que você vai precisar saber sobre seu roteador é seu endereço IP. Às vezes, ele fica impresso em algum lugar de roteador propriamente dito ou está presente no manual de instruções (o modem deve vir com um). Caso contrário, você pode se informar em Conexões de Rede, no Painel de Controle. A lista de conexões locais deve estar com status Conectado. Clique duas vezes nessa conexão e selecione a aba Suporte. Anote o endereço IP da porta padrão (provavelmente é ou 192.168.1.1 ou 192.168.0.1.)

Abra um navegador e digite o endereço IP de seu roteador no campo da URL. Serão pedidos um nome de usuário e uma senha. Consulte os manuais do seu roteador para saber esses dados.

Uma vez lá dentro, você poderá controlar todas as configurações do seu roteador. Primeiro, mude a senha de administrador do dispositivo, uma vez que qualquer um poderia acessar seu roteador (e sua rede) simplesmente digitando séries conhecidas de logins padrão. Procure uma aba Administração, onde você vai fazer as mudanças. Digite o novo password (senha), anote-a e então clique no botão apropriado para salvar suas mudanças. Você vai precisar lembrar da senha quando tiver de usar o assistente do roteador novamente.

A seguir, mude a subnet interna do roteador e o endereço IP. Isso vai fornecer uma camada suave de segurança, mas mais importante que isso, vai ajudá-lo a evitar endereços de IP conflitantes em redes complexas. Acesse a área de configurações básicas de segurança e mude o IP para 192.168.x.1, em que x é qualquer novo número entre 1 e 254. Anote esse número e salve as alterações, e faça log-in de novo no roteador, usando o novo endereço de IP como URL. Você pode precisar esperar um momento enquanto o roteador reinicia – agora e toda vez que você salvar mudanças.

Agora mude a SSID e ative criptografia Wi-Fi para ter sua primeira camada significativa de segurança. Nada parece tão convidativo aos hackers como uma rede com nome padrão. Procure primeiro por uma área de configuração sem fio e configurações básicas; desative o Setup protegido do Wi-Fi se necessário. Mude o nome da rede para algo único, ímpar, e que não revele nada que possa vincular tal rede à você ou sua empresa..

Além disso, pode ser bom desativar o SSID Broadcast; isto acrescenta apenas uma camada bem fina de segurança extra (usuários entendidos conseguem achar facilmente redes escondidas), mas pelo menos sua network não aparece automaticamente para a maioria dos computadores.

Se você usa hardware 802.11n nos PCs e no roteador, ative a cobertura de 40 MHz (desative-a ou coloque-a em modo automático se você perceber problemas na rede; podem ser resultado de interferência da rede de vizinhos). Clique em Salvar para garantir as mudanças.

Tráfego Wi-fi sem senha está completamente desprotegido. Isso quer dizer que alguém nas cercanias de sua rede pode interceptar e ler facilmente as informações trafegadas. Tape esse buraco ativando segurança pessoal WPA2, geralmente localizada em uma aba Segurança Sem fio. Digite uma senha comprida com um misto de números e letras. Salve as mudanças.

Caso seu roteador – ou dispositivo cliente – suporte apenas WPA ou WPE, você pode usar um desses dois padrões no lugar. Mas fique ciente, no entanto, de que eles são significativamente menos seguros do que WPA2. Uma alternativa melhor é usar vários access points ou apenas um que consiga fazer a cobertura de diversos SSIDs, e então colocar o hardware em risco em sua própria rede separada.

« Anterior 1 2 3 4 5 Próximo »

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: Modelos especiais de roteador sem fio 26 de março de 2009

Deixe seu Comentário