A escolha do roteador sem fio

Para garantir seu investimento, o melhor a fazer nos dias de hoje é comprar um roteador com o padrão wireless 802.11n.

Ele oferece alcance maior e transfere dados mais rapidamente do que os outros padrões.

No entanto, ainda não recebeu aprovação oficial como um padrão.

Mas tal escolha apresenta detalhes que devem ser avaliados.

Embora o novo protocolo WI-Fi seja compatível com os padrões anteriores – g e b -, caso as estações de trabalho que devem acessar a rede sem fio possuam placas wireless destes padrões, a rede só poderá ser utilizada caso o roteador seja configurado para tal compatibilidade retroativa.

As especificações finais do 802.11n são esperadas somente para 2010. Por isso, na teoria, você estaria comprando um esboço de um roteador n. Há uma chance muito pequena de os atuais roteadores não funcionarem com o padrão final. No entanto, como as empresas que vão tomar a decisão sobre o padrão definitivo estão vendendo suas versões dos chips, não é muito provável que isso ocorra.

Além disso, caso alguma mudança grande ocorra, uma atualização gratuita do firmware será suficiente para igualar os roteadores atuais às especificações finais aprovadas.

É uma boa ideia escolher um roteador de banda dupla, que dividem o tráfego wireless em duas áreas do espectro: 2,4 GHz e 5 GHz. Tal facilidade abre um caminho extra para comunicações, de forma que a rede consegue lidar com mais dados de uma vez só, e a velocidades maiores.

Vários roteadores, como o Linksys Simultaneous Dual-N Band Wireless Router (WRT610N), conseguem dividir tráfego em duas SSIDs (service set identifiers – também conhecido como network names), permitindo que você use dispositivos 802.11b, mais lentos e menos seguros.

« Anterior 1 2 3 4 5 Próximo »

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: Modelos especiais de roteador sem fio 26 de março de 2009

Deixe seu Comentário