Propaganda e marketing – não jogue dinheiro no lixo!

Sua empresa pode, rapidamente, jogar 80% da verba de marketing e comunicação no lixo!

Você nunca deve usar qualquer tipo de propaganda multimídia fora de contexto.

Lembre-se de que sua campanha deve comunicar de forma compreensível a promessa que sua empresa faz a seus clientes.

É um erro grave investir em propaganda com o objetivo de explicar, ou pior, “evangelizar” uma determinada experiência proporcionada por um produto ou marca desconhecida.

Esta é uma ferramenta de mão única ainda muito usada pela pré-histórica escola de comunicação que resiste ao mundo digital.

Propaganda é uma ferramenta poderosa para recuperar e organizar o que seu cliente pensa sobre sua empresa. A idéia já está na cabeça dele: basta organizar.

Existe um ditado que diz que

metade do dinheiro investido em propaganda vai para o lixo, só não se sabe qual metade”

Por isso, não arrisque no escuro. Pergunte antes a um especialista sobre como usá-la de forma eficaz.

Propaganda cooperada

Você nunca ouviu falar em propaganda cooperada, certo? Pois saiba que você pode pegar emprestado o poder da marca do seu parceiro de negócio. Ou emprestar a sua.

Propaganda cooperada tem duas funções:

1. Emprestar sua poderosa marca para um parceiro estratégico que não tem o mesmo peso ou reconhecimento.

2. Associar sua marca e pegar uma carona nos atributos de uma marca de grande reconhecimento.

Mas lembre-se:

A propaganda cooperada nunca deve ser executada sozinha, ou seja, é uma extensão de uma campanha central

Propaganda com testemunhal e estudo de caso

Credibilidade com aplicabilidade. Esta é uma tática simples e rápida de comunicar o benefício de um produto ou serviço. Combina dois elementos poderosos: a voz do cliente relatando sobre o benefício real que ele teve ao adquirir o produto da sua empresa.

Esse tipo de propaganda deve ser utilizada em conjunto com uma ação de assessoria de imprensa. As duas juntas têm grande afinidade e amplificam eficaz e exponencialmente a credibilidade da mensagem.

« Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Próximo »

Uma Resposta

  1. raquel 23 de março de 2012
  2. Pingback: Costruindo um plano de comunicação eficaz 28 de fevereiro de 2009

Deixe seu Comentário