Por que o Kindle vende mais que o iPad

1. O Kindle é para amantes de livros, o iPad, não. Claro, quem lê só dois livros por ano vai preferir o dispositivo da Apple, mais versátil.

Mas o Kindle e outros aparelhos com a tecnologia de tela E Ink continuarão sendo a opção mais confortável para uma longa leitura, enquanto o display de LCD do iPad cansa os olhos mais rapidamente.

E há o fator distração. Quando você lê um livro, não quer acessar e-mails ou vagar na internet. A ausência dessas possibilidades no Kindle favorecem a concentração.

2. A Amazon continuará melhorando o Kindle. Novos recursos deverão ser acrescentados em breve, como tela colorida ou até mesmo uma versão multimídia para rivalizar ainda mais com a Apple. Prova de que a Amazon pretende seguir investindo no Kindle é estar contratando mais profissionais para sua divisão de design, na Califórnia (EUA).

3. A loja virtual do Kindle é um sucesso. Inteligentemente, a Amazon separou sua divisão de hardware para o Kindle da área de venda de livros pela web. Recentemente, também anunciou aplicativos para o Kindle compatíveis com iPhone, PC, Macintosh e BlackBerry. A Amazon provavelmente continuará oferecendo e-books a um preço menor do que a Apple ofertará em sua futura loja virtual iBook. Especula-se que preço poderá ser até US$ 5 maior.

Outrso recursos: 4 GB de memória, teclado para fazer anotações e acesso à rede 3G para acesso a mais de 400 mil títulos da Amazon Books

Nenhuma Resposta

Deixe seu Comentário