O que causou o apagão?

Ao menos dez estados registraram apagão na noite de terça.

O Ministério diz que houve problemas em três linhas de transmissão.

O diretor de Itaipu, Jorge Samek, voltou a dizer que o apagão que atingiu boa parte do país na noite de terça-feira (10) não foi problema de geração de energia.

De acordo com ele, o problema começou às 22h13, quando teria começado um problema na transmissão de energia.

Nunca havia acontecido isso, das 18 unidades geradoras passarem por este processo simultaneamente.”

Ao menos dez estados registraram problemas no fornecimento de energia. Samek afirmou, ainda, que o último registro de problema grave na trasmissão de energia ocorreu há três anos, quando “seis ou sete” torres caíram na região de Cascavel (PR).

Na ocasião, os reparos duraram entre dez e 15 dias. Nesse período, a transmissão ocorreu por outras linhas.
Veja mais sobre o apagão:

Como foi o Blackout

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, afirmou que o apagão que deixou dez estados brasileiros no escuro teve origem em função de condições adversas meteorológicas. Em entrevista coletiva nesta manhã, ele afirmou que os problemas ocorreram em três linhas de transmissão, que recebem energia vinda da usina hidrelétrica de Itaipu (PR).

Segundo o secretário, as panes ocorreram em duas linhas que ligam a cidade de Ivaiporã, no centro do Paraná, a Itaberá, no sul de São Paulo. E outra, em uma estação que liga Itaberá a Tijuco Preto (SP).

A usina de Itaipu informou, em sua página oficial no Twitter, que após o blecaute que atingiu parte do país voltou a operar normalmente às 6h desta quarta-feira (11) e que não registrou nenhum tipo de pane em suas instalações. Indícios apontam para falha na transmissão entre o Paraná e São Paulo, segundo a usina.

A transmissão é responsabilidade de Furnas. E as linhas de transmissão de Furnas que interligam a usina de Itaipu ao Sistema Interligado Nacional (SIN) estão operando normalmente, segundo a empresa.

4 Comments

  1. Daiane Pires Fagundes Marcolino 17 de agosto de 2010
  2. serj 29 de novembro de 2009
  3. erika 19 de novembro de 2009
  4. paloma 19 de novembro de 2009

Deixe seu Comentário