Duas razões para chineses não estarem online

Da série ‘População online da China – Uma nova explosão
Fazendo a mudança acontecer
Quase dois terços dos 1,23 bilhão de chineses que não estão online apontam duas razões principais para não estarem:

Mais de um em cada três afirmam não ter habilidades para usar o computador ou a Internet, e quase outro terço diz não ter acesso à Internet.

Além disso, apenas 20% afirmam não ter tempo para gastar online, enquanto outros em menor número dizem não ter nenhum interesse, não usar, ou não ter dinheiro para gastar com Internet.

Diversos fatores já em curso na China trazem os maiores obstáculos — a falta de habilidade e falta de acesso — que distanciam potenciais usuários da Internet.

Expandindo as oportunidades de acesso

A maioria dos chineses que citam a falta de acesso à tecnologia como sua razão para não se conectar é das áreas rurais. Uns 37% de não-usuários rurais dizem isso, comparado com 26% dos chineses urbanos. Os esforços atuais para expandir as oportunidades de acesso na China rural, que representa hoje apenas 17% da população de usuários, visam estes potenciais usuários.

O esforço bem sucedido de expansão da telefonia móvel pela China Mobile demonstra um precedente para a expansão rural de tecnologia na China. Os assinantes rurais representaram a metade dos 53 milhões de clientes de celular da China Mobile em 2006, que pretende agora aumentar para 300 milhões de clientes em toda a China.

Levar o serviço de Internet aos usuários rurais é obviamente mais desafiador do que expandir o uso de celulares, mas num esforço de repetir tal sucesso com a Internet, o governo e a indústria têm tentado multiplicar a construção de redes de Internet e baixar os custos de hardwares e das taxas para usuários.

Fazer a ponte digital entre o rural e o urbano foi um objetivo do governo desde pelo menos 2001, apesar de o impacto ainda ser pequeno. A penetração rural aumentou somente 3.1%, incluindo um aumento de 0.5% durante 2006.

Uma outra opção para a expansão rural seria deixar os problemas de construir uma infraestrutura de Internet e provedores, e ir direto para o acesso via celulares com tecnologia wireless; apenas 12.4% de usuários chineses utilizam a Internet através de telefones móveis, comparados com os estados Unidos, onde a maioria de celulares wireless têm a facilidade da Internet, e uns 34% de todos os usuários de Internet dizem que usam conexões wireless ao menos uma vez ou outra.

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: População online da China – Uma nova explosão 4 de novembro de 2009

Deixe seu Comentário