Por que o Samsung Galaxy S3 não terá o Android Kit Kat?

É cada vez mais impressionante a velocidade com que novas tecnologias são anunciadas todos os dias. Principalmente quando se trata de  smartphones ou derivados. Uma nova funcionalidade sempre surge a cada lançamento feito pelas gigantes mundiais do mundo da tecnologia móvel.

Nos últimos 5 anos foram mais de  100 inovações nas principais marcas, sem contar os modelos menos populares mas que não deixam nada a desejar para os demais.

A bola da vez sobre atualização, no caso do Sistema Operacional, fica com aSamsung. Tudo por que a empresa ão está disposta a atualizar o sistema do Galaxy S3 para a versão mais atual do Android, o Kit Kat. A informação divulgada semana passada pegou a todos um pouco de surpresa, visto que o smartphone ainda é um dos mais vendidos atualmente.

Os usuários, como era de se esperar, não gostaram nem um pouco da informação que foi passada pelos dirigentes da empresa. Afinal de contas, saber que não terão um upgrade em seus aparelhos celulares não é bem uma notícia que se espera da empresa responsável pela satisfação do usuário.

As razões que a gigante coreana encontrou para decidir deixar o aparelho sem a tal atualização foram, primeiramente, o Touch Wiz. Uma espécie de interface que a samsung inclui em seus aparelhos. A ferramenta faz com que o smartphone fique mais pesado do que de costume.

Com o Kit Kat rodando em aparelhos de memória RAM com 512 MB, seria de se imaginar que o Galaxy s3, com sua super RAM de 1GB conseguiria suportar com eficiência a nova versão do sistema operacional da google. Ledo engano, segundo os fabricantes o aparelho continuaria lento.

Mas nenhuma razão é tão forte quanto a mercadológica, ou seja, aquela que influencia diretamente nos lucros da empresa. Como a corrida pela novidade é grande e a disputa está cada vez mais acirrada entre as grandes companhias, a Samsung quer correr atrás do prejuízo, tentando incentivar cada vez mais seus usuários à comprarem os mais recentes lançamentos da empresa.

O objetivo, então, seria fazer com que os consumidores migrassem do S3 para os mais recentes Galaxy S4 Galaxy S5. O que aumentaria consideravelmente o número de vendas da Samsung que já uma das dominantes no mercado.

Deixe seu Comentário