Os inconvenientes da tela wide 21:9

A evolução para o passado

As limitações de se encarcerar uma tela 2.35:1 em 16:9 (1.77:1) são óbvias para o cinéfilo que assiste hoje seus filmes preferidos em formato de vídeo.

Uma das primeiras estratégias adotadas para resolver isso foi o uso de lentes anamórficas em certos tipos de projetores.

O processo, entretanto, é caro para o usuário doméstico convencional, ficando mais restrito ao chamado high end.

Além disso, existe um potencial inconveniente, relatado por usuários do formato, que reside no fato da falta de padronização das legendas das mídias de vídeo, ora expostas na área fotográfica, ora abaixo dela. Quando abaixo dela, ela poderá não ser exibida parcial ou totalmente, numa tela 2.35:1 de vídeo. Somente os atuais leitores, que permitem reposicionar legendas, poderão solucionar o problema.

Com os atuais processadores de vídeo usados nas TVs, potenciais problemas podem, e neste caso devem, ser resolvidos. Isto porque a mídia em existência no mercado é formatada para telas 16:9, e isso poderá evitar o uso pleno das telas 21:9.

O outro problema se refere ao tamanho real da tela. Com o alargamento para 21:9, as imagens em 1.77:1 ou 1.85:1, que ocupam a maior área possível numa tela 16:9, passam agora a ocupar uma área lateral significativamente menor, tal como nos cinemas de antigamente, e como já mostrado em ilustração anterior aqui.

A relação entre a área de tela de vídeo disponível e os seus respectivos formatos em fotogramas de cinema é mostrada nesta tabela:

Tela de vídeo Filme Fonte e uso
21:9 2.35:1 Widescreen anamórfico
19.8:9 2.20:1 70 mm plano
16.65:9 1.85:1 Widescreen plano
16:9 1.77:1 Widescreen plano
15:9 1.66:1 Plano pós formato da academia
12:9 (4:3) 1.33:1 Formato da academia

Na prática, até agora, apenas os formatos 4:3 (12:9), 16:9 e 21:9, marcados em negrito na tabela acima, estão em uso. Todos os demais formatos de filmes devem ser adaptados a estas telas.

O padrão atual, em HDTV, é, por definição, 16:9. Este mesmo padrão é seguido nas mídias de Laserdisc (última geração), DVD e Blu-Ray, com imagem nativa anamórfica. Uma tabela mais completa das relações de aspecto usadas no cinema pode ser encontrada nesta página.

Nenhuma Resposta

Deixe seu Comentário