Os 5 erros de quem compra uma franquia

O Guia de Franquias 2009-2010 da revista Pequenas Empresas Grandes Negócios também traz análises e opiniões de quem mais entende do assunto e do setor.

Além disso ainda reune 500 opções de franquias para você investir.

Se você ainda não viu, vale a pena dar uma olhada em quais são os 5 pecados capitais de quem compra uma franquia.

Trata-se dos erros mais comuns cometidos pelos empreendedores de primeira viagem, que publicamos aqui na íntegra.

Acompanhe com atenção:

1. Fôlego curto
Falta de capacidade financeira do investidor. Essa é uma das causas mais comuns do fechamento prematuro de franquias. Ter muita disciplina para manter as contas rigorosamente em dia é fundamental. Recorrer a empréstimos deve ser o último recurso. Os especialistas recomendam financiar no máximo 30% do valor do investimento para garantir que ele não atrapalhe as obrigações financeiras da empresa.

2. Confusão de caixas
Confundir a própria vida com o negócio é outro erro comum. Isso se torna mais grave quando a confusão atinge o caixa da empresa. Quando não se separam com clareza o caixa da empresa e as finanças pessoais, o risco de desorganizar o funcionamento do negócio é bem grande.

É preciso controlar ao máximo a tentação de usar o dinheiro da empresa para as despesas pessoais.

3. Insubordinação
Passar por cima do franqueador é o terceiro pecado. Se você escolheu abrir uma franquia, deve saber que rejeitar as regras da empresa e agir por conta própria não é uma opção. Isso não significa que você não possa ter ideias de melhorias para o negócio, mas todas elas devem ser comunicadas para a empresa franqueadora e aprovadas antes de serem colocadas em prática.

4. Sumiço
O modelo de franquias é muito procurado exatamente porque ele facilita o estabelecimento do negócio. Mas não é porque a ajuda da empresa franqueadora é mais importante na fase de abertura da unidade, que você poderá deixar o negócio na mão de familiares, amigos ou funcionários, e achar que tudo dará certo. O ditado segundo o qual o “olho do dono é que engorda o gado” também serve para os franqueados.

5. Ponto errado
Às vezes o pecado acontece na escolha do ponto comercial. Para evitar que isso aconteça, é recomendável ir além da avaliação do franqueador e fazer uma pesquisa própria. Como? Gastando sola de sapato para conhecer a região escolhida. A impressão pessoal do investidor é a melhor pesquisa.

Deixe seu Comentário