O bom e o mau chefe

É claro que a pessoa que busca emprego está buscando a melhor colocação ou recolocação disponível.

E dentro das premissas que caracterizam o ótimo emprego, estão o ambiente de trabalho, os projetos desenvolvidos, a qualidade técnica da função, o salário, os benefícios, a imagem da empresa, o clima reinante e, evidentemente, o chefe.

Alguns mitos sobre o papel do chefe numa instituição têm sido questionados e derrubados com freqüência, nos últimos anos.

Vamos analisar alguns:

O Carrasco Exibir ▼

O obscuroExibir ▼

O bebezãoExibir ▼

O amigãoExibir ▼

Você, executivo, também não deve se esquecer de que corre o risco de um dia imitar um comportamento que você censura ou condena num chefe. Por esta razão as sugestões que apresentamos podem ser utilizadas para que você reflita sobre a sua própria postura como chefe. Posicionar-se em relação ao seu papel como gerente pode ajudar principalmente no momento da entrevista, quando deve transformar um monólogo em um diálogo.

A entrevista deve ser um caminho de duas mãos. O potencial empregador tem chance de conhecer você, mas você também merece a oportunidade de conhecer o seu potencial empregador. Para que possa começar num novo trabalho com a consciência necessária do que está sendo esperado de você. Ou até para que possa recusar o emprego e dizer, com tranqüilidade, “não, obrigado.”

Deixe seu Comentário