Novo Ubuntu 10.10 tem melhorias no desktop

A maior novidade do Ubuntu 10.10 “Maverick Meerkat” (download aqui está mais fora do que dentro do PC.

Trata-se do serviço de streaming em que você coloca as suas músicas na internet para ouví-las de qualquer celular Android, bastando fornecer login e senha.

Não precisa nem passar as músicas para o celular: o serviço funciona como uma rádio online que toca as próprias músicas do usuário.

O programa para Android está atualmente em fase de testes, e pode ser baixado aqui.

Uma versão para o iPhone também está prometida, mas ainda não tem data marcada.

Ajustes no ambiente

As poucas mudanças no desktop podem ser sinal da maturidade do sistema, mas ainda há algumas novidades dignas de nota. A instalação do sistema sofreu mais algumas melhorias e agora permite a escolha de drivers proprietários – mas eles ainda são baixados em separado, por questões legais. O mesmo processo também é usado para alguns programas e drivers proprietários, como o codec de MP3 necessário para ouvir músicas.

Se possível (e se houver conexão com a internet), o Ubuntu também baixa os codecs e programas necessários nesse momento, durante a instalação, e evita uma série de trabalhos adicionais depois que o sistema já estiver instalado.
ubuntu
Mas, se a aparência geral para do sistema continua a mesma, também houve um certo polimento. O Ubuntu agora usa nos menus uma fonte especialmente feita para eles. Os ícones ao lado do relógio e as notificações da “bandeja” também foram redesenhadas. A Central de Software, a “loja online” do Ubuntu onde podem ser encontrados e baixados aplicativos novos do sistema, passou por uma reforma e agora está muito mais bonita e útil.

A grandes mudanças de aplicativos se limitam à troca do F-Spot pelo Shotwell (dois programas para administração de fotos, semelhantes ao iPhoto do Mac ou à Galeria de Imagens do Windows) e todas as outras alterações se tratam de atualizações de versão.

Mais chamativa que essas mudanças é a permanência do OpenOffice.org apesar do apoio da Canonical ao LibreOffice. O fato é que o LibreOffice ainda está na versão beta, e ainda não tem condições de fazer parte do Ubuntu. O desenrolar desta história deve ser visto só na próxima versão do Ubuntu, em abril de 2011.
Outras novidades da plataforma aparecem no vídeo abaixo.

O download já está liberado.

Deixe seu Comentário