Moto G ou Moto X: Qual o melhor?

A Motorola renovou os seus populares Moto X e Moto G no último mês, adicionando novas configurações e características.

Ambos são conhecidos por terem um Android puro, o que possibilita atualizações mais rápidas, e por preços mais “amigáveis” ao consumidor, especialmente quando comparados a tops como o Galaxy S5 e o iPhone 5S.

No entanto, qual o melhor aparelho para você? Confira o comparativo entre o Moto X e Moto G 2014 para descobrir qual se encaixa melhor no seu perfil.

Moto G ou Moto X: Qual o melhor?
Design

No que diz respeito ao visual, os aparelhos da Motorola são bastante parecidos. Ambos possuem a parte frontal com alto falantes e sem botões físicos, além da traseira curvada. A diferença neste ponto, fica por conta da logo da fabricante e do flash em volta da câmera nas costas do Moto X, enquanto o Moto G tem um design mais simples.

No que diz respeito a opções de cores, o Moto X tem mais variedade, sendo possível escolher texturas de madeira, couro e outros elementos. Já o Moto G pode ser vantajoso para quem gosta de trocar as cores do aparelho, já que esse possui uma tampa removível, ao contrário do irmão top de linha.

No que diz respeito às medidas, ambos são quase idênticos. O Moto X uma espessura de 10 milímetros e um peso de 144g. Enquanto isso, o Moto G possui 11 milímetros e um peso levemente superior, com 149 gramas. Nada que faça muita diferença no dia a dia.

Tela

Este é um quesito onde a distância entre os dois promete ser maior. Se você procura um aparelho para ver filmes e vídeos com ótima qualidade, o Moto X promete ser a melhor opção, já que traz um display AMOLED de 5,2 polegadas e resolução Full HD (1080p), resultando em uma densidade de 424 ppi.

Já o Moto G promete ser uma boa opção para quem busca fazer as tarefas do dia a dia com conforto e não liga para a melhor qualidade ao assistir vídeos. O intermediário da Motorola possui uma tela IPD LCD de 5 polegadas com resolução HD (720p), o que leva a uma densidade de 294 ppi. Diferença em relação ao Moto X que não promete incomodar aos usuários casuais.

Desempenho

Moto X e Moto G também apresentam grandes diferenças de especificações, o que pode ser bastante decisivo na hora da compra. O primeiro vem equipado com um poderoso processador quad-core Snapdragon 801 de 2,5 GHz e 2 GB de memória RAM. Já o Moto G possui um mais modesto quad-core Snapgragon 400 de 1,2 Ghz e metade da memória RAM: 1 GB.

Para tarefas do dia a dia, como acessar o Facebook, navegar na Internet e usar os principais aplicativos do mercado, ambos os aparelhos prometem se sair muito bem, já que a Motorola oferece um Android praticamente puro. No entanto, a maior potência do Moto X deve fazer a diferença para quem busca um celular para jogos de última geração e aplicações pesadas. Essa potência pode fazer a diferença ainda na quantidade de atualizações de ambos.

Há, no entanto, um fator em que o Moto G leva vantagem: o armazenamento. Enquanto o Moto X tem apenas 32 GB de memória não expansível, o intermediário da Motorola traz 8 ou 16 GB internos, mas que podem ser aumentados em até 32 GB via cartão de memória. Ou seja, o Moto G é mais indicado para quem pretende armazenar muita coisa no telefone.

Bateria

A Motorola não revelou muitas informações sobre a duração da bateria dos seus novos modelos. Entretanto, o Moto X traz consigo um componente um pouco maior do que o irmão: 2.300 mAh contra 2.070 mAh. A diferença, porém, não promete ser muito grande, já que o top de linha tem uma tela com o dobro da resolução do Moto G, o que costuma demandar mais energia.

Câmera

Tanto o Moto X quanto o Moto G possuem boas câmeras, embora sem nenhum tratamento especial em ambas. O primeiro traz um sensor de 13 megapixels e um flash LED duplo, além de ser capaz de gravar em 4K (2160p). Já o Moto G possui apenas 8 megapixels, flash LED simples e uma gravação em HD (720p).

Sistema operacional

A Motorola recuperou boa parte do seu prestígio no mercado de smartphones ao lançar aparelhos com um sistema bastante limpo, especialmente se comparado à Samsung, Sony e LG. Tanto Moto X e Moto G trazem a versão mais recente do Android, a 4.4.4 (KitKat), e devem receber o Android L logo assim que este estiver disponível.

No que diz respeito aos diferenciais de cada um, o Moto X é aquele que apresenta a maior quantidade de truques: Moto Display, que mostra notificações na sua tela de descanso; Touchless Control, que oferece uma vasta cama de buscas e atividade apenas com a voz; entre outros.

O Moto G, por sua vez, é simples, mas tem duas funções que podem atrair muitos usuários: dual-chip e TV Digital. A primeira é ótima para quem tem dois números de operadoras e não quer ter que comprar dois aparelhos diferentes. Já a TV Digital é uma boa pedida para quem quer ter algo a mais para se distrair no caminho entre a casa e o trabalho, por exemplo.

Fora isso, Moto G e Moto X trazem um Android 4.4.4 (KitKat) “normal”, com todas as suas vantagens e desvantagens, sendo a principal vantagem a agilidade na atualização, coisa que raramente atinge Galaxys, Xperias e LGs.

Preço e disponibilidade

Chegamos na parte que mais diferencia ambos: o preço. Assim como a geração passada, o Moto X chega às lojas com um preço superior ao irmão: R$ 1.499 na versão com 32 GB de armazenamento interno. Já o Moto G segue como a opção mais acessível e com duas versões: a com um único chip custa R$ 699, enquanto a equipada com dois chips e TV Digital sai por R$ 799.

E aí, qual a melhor opção?

Com bom custo-benefício, ótimo desempenho e integração entre sistema e hardware, os aparelhos da Motorola são capazes de embaralhar a cabeça do consumidor na hora da escolha de um novo celular. Entretanto, a resposta pode ser mais facilmente encontrada com uma reflexão sobre o perfil do usuário.

Opinião

Se você busca um aparelho capaz de rodar os últimos games do mercado com ótimos gráficos, esperar menos tempo em tela de carregamentos e ainda receber mais atualizações sem perder o desempenho, o Moto X pode ser a melhor opção. O top da Motorola é uma boa pedida ainda para aqueles que preferem um celular com funções diferenciadas e que possam, de alguma forma, ditar tendências no mercado.

Já aqueles que não estão preocupados com jogos de última geração e querem apenas um celular bom para o dia a dia e com o preço justo, o Moto G deve certamente atender as suas necessidades. O aparelho traz configurações na medida para diversão, trabalho e uso casual sem engasgos e com ótimo desempenho, além de ter um Android bastante limpo, o que facilita o funcionamento.

Moto G ou Moto X: Qual o melhor?

Deixe seu Comentário