Microsoft quer comprar Yahoo! por 44 bilhões de dólares


A notícia que sacudiu a semana foi mesmo a oferta da Microsoft ao Yahoo!, num acordo para a compra da empresa por 44,6 bilhões de dólares.

A oferta da Microsoft envolve papéis e dinheiro (31 dólares por ação), o que representa um prêmio de 62 por cento sobre o preço da ação no fechamento do mercado norte-americano.

“Temos grande respeito pelo Yahoo e juntos podemos oferecer um conjunto animador de soluções para consumidores, publishers e anunciantes, ao mesmo tempo que nos tornamos melhor posicionados para competir no mercado de serviços online”, afirmou o presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, em comunicado. 

O Yahoo! não comentou muito sobre a possível negociação bilionária.

A Microsoft afirma ter identificado quatro áreas nas quais poderia gerar pelo menos 1 bilhão de dólares por ano em sinergias.
Com a oferta, as ações do Yahoo subiram 56 por cento, a 29,95 dólares, antes da abertura do mercado na sexta-feira.

Lembro que em 2006, o Yahoo! rejeitou qualquer oferta da Microsoft neste sentido. Mas neste momento, suas posições estratégicas podem ser alteradas devido ao grande crescimento do Google que está influênciando e invadindo ainda mais seus mercados.

Vejo o movimento como bom para o setor porque proporciona um rival mais forte para o Google. O Google construiu uma participação no mercado de busca e de publicidade online de tal forma dominante – e está estendendo sua liderança em outros negócios online – que publicitários estavam temendo ser pressionados pelas taxas sobre as propagandas.
Uma combinação da Microsoft com o Yahoo! poderia dar ao mercado publicitário uma alternativa viável. Isso tudo ajuda a competição no mercado e pode beneficiar os consumidores e os publicitários.

Enfim, quem mais iria enfrentar o Google?

Deixe seu Comentário