Meu computador não inicia. O que fazer?

Tenho saudade dos tempos que o Windows permitia criar um disco de boot – era extremamente útil. Mas, mesmo que esses disquetes ainda existissem, não ajudariam com o XP nem com o Vista.

O ideal é iniciar a máquina a partir dos discos que vêm com o computador e examinar os menus (atenção: não selecione nada que possa limpar seu HD). Você está procurando por ferramentas de emergência.

Se tiver o CD ou DVD de instalação do Windows XP ou Vista, eles vêm com boas ferramentas para diagnosticar e reparar um PC que não está dando boot. Você não vai instalar o Windows com ele, apenas utilizar as ferramentas de reparo.

Reparando o Windows que não inicia
Dê um boot a partir de um CD do XP e pressione R na tela ‘Bem-vindo ao setup’ para ver o Console de Restauração, uma linha de comando de ambiente do tipo DOS com diversos utilitários interessantes.

Se você fizer o boot a partir de um DVD do Vista, clique em Restaurar seu computador para abrir o programa de Restauração do sistema.

Ali, você tem opções para consertar problemas automaticamente, restaurar seu disco rígido a partir de um backup de imagem, diagnosticar memória ou realizar uma restauração de sistema.

Comandos do console de recuperação do Windows XP
Digite os comandos a seguir no Console de Restauração do XP para ressuscitar seus discos e arquivos: Eu detalhei apenas os comandos que considerei mais práticos para a manutenção, os exemplos usados também são úteis. Veja:

ATTRIB
O comando ATTRIB é utilizado principalmente para remover atributos de Somente Leitura (R) ou Oculto (H) ou Sistema (S) de arquivos que desejamos substituir ou apagar e para ativar novamente esses atributos.
ATTRIB -H -R -S C:BOOT.INI
Remove os atributos de Oculto, Somente Leitura e Sistema do arquivo BOOT.INI na “raiz” C:
ATTRIB +H +R +S C:BOOT.INI
Faz o inverso do comando anterior, atribuindo ao arquivo os atributos H, R e S.
ATTRIB -H -R -S C:WINDOWS*.*
Remove os atributos de proteção de todos os arquivos da pasta WINDOWS. (Obs.: Exige AllowWildCards = TRUE)
Nota: usando o Comando DIR você pode visualizar os atributos dos arquivos e pastas.

BATCH
Comando disponível apenas no console de recuperação que tem por função executar comandos contidos dentro de arquivos texto.
BATCH A:REGINIT.TXT
Executa os comandos contidos no arquivo REGINIT.TXT mostrando e resultado na tela.
Um exemplo prático: os comandos a seguir efetuam a restauração do registro do Windows XP para o estado inicial após a instalação do Windows, todas as configurações após a a instalação são perdidas. Para evitar a digitação de todos ele é recomendável a criação de um arquivo TXT contendo os comandos e salvar num disquete:
md tmp
copy c:windowssystem32configsystem c:windowstmpsystem.bak
copy c:windowssystem32configsoftware c:windowstmpsoftware.bak
copy c:windowssystem32configsam c:windowstmpsam.bak
copy c:windowssystem32configsecurity c:windowstmpsecurity.bak
copy c:windowssystem32configdefault c:windowstmpdefault.bak
del c:windowssystem32configsystem
del c:windowssystem32configsoftware
del c:windowssystem32configsam
del c:windowssystem32configsecurity
del c:windowssystem32configdefault
copy c:windowsrepairsystem c:windowssystem32configsystem
copy c:windowsrepairsoftware c:windowssystem32configsoftware
copy c:windowsrepairsam c:windowssystem32configsam
copy c:windowsrepairsecurity c:windowssystem32configsecurity
copy c:windowsrepairdefault c:windowssystem32configdefaul

BOOTCFG
Permite a configuração e recuperação do arquivo de inicialização (BOOT.INI).
BOOTCFG /SCAN
Procura em todos os discos por instalações do Windows e mostra os resultados na tela.
BOOTCFG /REBUILD
Essa opção recria o arquivo BOOT.INI de maneira interativa com o usuário:

  • Cada instalação do Windows detectada no computador ele solicitará uma confirmação (pressinar S ou Y);
  • E perguntará sobre um identificador para ela, que nada mais é o nome da que aparece no menu de Boot, por exemplo “Windows XP”;
  • Será solicitado as opção de carregamento do SO, nesse caso informe a opção /FASTDETECT, para ter um Boot mais rápido.

CD
Comando utilizado para mudar de pasta.
CD ..
Muda para o diretório anterior ao atual. Ex.: se estiver no pasta C:WINNTSYSTEM32 você irá para o C:WINNT
CD SYSTEM32
Muda para a pasta SYSTEM32, que deverá ser uma subpasta do atual.

CLS
Limpa a tela.

COPY
Copia um único arquivo para outro local. Por padrão não aceita caracteres curingas e não permite a cópia para outras unidades que não sejam as padrões do sistema. Ao copiar um arquivo comprimido do CD de instalação do Windows XP ele é automaticamente descomprimido.
COPY C:BOOT.INI A:
Copia o arquivo BOOT.INI para a unidade A:
COPY X:I386ntdetect.com C:
Copia o arquivo ntdetect.com da unidade de CD (X) que contém a instalação do Windows XP para o drive C:

CHKDSK
Verifica/repara um disco e exibe um relatório de status.
CHKDSK C: /P /R
Examina o disco C: detalhadamente (/P) e repara os dados de setores defeituosos (/R).

DEL
Apaga arquivos.
DEL C:WINDOWSSYSTEM32SHELL32.EXE
Apaga o arquivo SHELL32.EXE da pasta WINDOWSSYSTEM32

DIR
Lista o conteúdo de diretórios incluindo os ocultos e de sistema.
DIR MALWARE.EXE /S
Lista todos os locais onde o arquivo MALWARE.EXE foi encontrado dentro do diretório atual (ele busca nos subdiretórios também (/S)
DIR *.DLL /P /W /O:D
Lista todos os arquivos com a extensão .DLL da pasta atual, efetuando pausas entre as páginas (/P) e dividindo a listagem em colunas (/W) e organizando o resultado pela data do arquivo (/O:D).

DISABLE
Desativa um driver de dispositivo ou serviço do sistema.
DISABLE eventlog
Esse exemplo Desabilita o log de eventos.
Quando um serviço é desabilitado o comando mostra na tela qual era o seu status de inicialização padrão, anote essa informação para retornar o serviço ao seu status normal, posteriormente usando o comando ENABLE.
Para obter uma lista dos serviços use o comando LISTSVC.

DISKPART
Gerencia partições nos discos rígidos, permitendo criar e apagar partições. Sua sintaxe é:
diskpart [/add | /delete] [device_name | drive_name | partition_name] [size]
A opção /add cria uma nova partição, a opção /delete apaga uma partição existente. device/drive/partition é o nome do dispositivo ou a letra do drive ou partição que se deseja alterar. Uma listagem das unidades e dispositivos correspondentes pode ser obtida com o comando MAP. size é o tamanho em megabytes da nova partição.
Quando usado sem nenhum parâmetro, uma interface para gerenciamento de partições é exibida.
diskpart /delete D:
Apaga a partição D:
diskpart /add DeviceHardDisk0 520
Cria uma partição com 520MB no dispositivo HardDisk0. o nome do dispositivo pode ser obtido usando comando MAP.
Nota: Se existir uma configuração de Discos/Volumes Dinâmicos, esse comando pode danificar essa estrutura provocando a perda de dados no disco.

ENABLE
Inicia ou ativa um driver de dispositivo ou serviço de sistema. Além do nome do serviço a ser ativado é necessário informar o tipo de inicialização do serviço. Podendo ser:
* SERVICE_BOOT_START
* SERVICE_SYSTEM_START
* SERVICE_AUTO_START
* SERVICE_DEMAND_START
Quando utilizado sem que seja informado o tipo de inicialização desejada ele mostra na tela a última opção utilizada naquele serviço ou driver.
Exemplo:
ENABLE eventlog SERVICE_AUTO_START
Habilita o log de eventos como um servico de inicialização automática.
Uma lista dos serviços disponíveis pode ser obtida com o comando LISTSVC e eles pode ser desativados com o comando DISABLE.

EXIT
Sai do Console de recuperação e reinicia o computador.
Esse comando sempre deve ser utilizado ao final do uso do console de recuperação.

EXPAND
Extrai um arquivo de um arquivo compactado. Devendo informar o arquivo “fonte” e o diretório de destino. A opção /f:filespec é necessária caso a “fonte” contiver de mais de um arquivo.
EXPAND d:i386hal.dl_ c:windowssystem32hall.dll
Extrai o arquivo hal.dll que está comprimido na unidade D: para a unidade c:windowssystem32hall.dll
EXPAND d:i386driver.cab /f:msgame.sys c:Windowssystemdrivers
Extrai o arquivo msgame.sys a partir do arquivo driver.cab e o coloca na pasta de drivers do Windows.
Lembre de retirar o atributo de Somente Leitura usando o comando ATTRIB se for substituir arquivos protegidos do sistema operacional.

FIXBOOT
Grava um novo setor de inicialização (setor de Boot) na partição especificada. Alguns (raros) vírus podem corromper o setor de Boot entre outros defeitos. Esse comando permite recriar esse setor no sistema problemático.
FIXBOOT C:
Cria uma novo setor de Boot na partição C:
FIXBOOT C:
ATTRIB -H -R -S C:NTLDR
ATTRIB -H -R -S C:NTDETECT.COM
COPY X:i386NTLDR C:
COPY X:i386NTDETECT.COM C:

Estes comando fazem um reparo no Boot do XP sendo uma maneira de resolver algumas falhas no Boot do Windows XP (principalmente a mensagem de Falta NTLDR, pressione uma tecla para reiniciar). Sequencialmente eles recriam o setor de boot, em seguida desprotege os arquivos de sistema e copiam os arquivos a partir da unidade de CD X: substituindo os originais do drive C:.
Notas: Juntamente com o comando FIXMBR, este é um dos comandos mais úteis para o reparo de problemas no Boot do Windows. Ele oferece suporte apenas computadores com arquitetura x86 e opera apenas a partir do CD ou disquete de instalação do Windows.

FIXMBR
Repara o registro de inicialização mestre (MBR – Master Boot Record) do disco especificado. Ele permite que você informe qual o dispositivo ao qual deseja reparar. Se usado sem parâmetros faz o reparo no disco de Boot.
FIXMBR
Repara a MBR do dispositivo de BOOT.
FIXMBR deviceharddisk2
Repara a MBR do deviceharddisk2
Se a MBR estiver inválida o comando irá consultar se o usuário deseja recriar a MBR.
Notas:
* Não efetue essa operação num sistema onde os dados ainda estão acessíveis, pode provocar perda irreparável de informações.
* Este comando pode danificar sua “tabela de partições” se um vírus estiver presente ou caso exista um defeito no hardware.
* É recomendável efetuar um exame com um anti-vírus antes de utilizar este comando.
* Ele oferece suporte apenas computadores com arquitetura x86 e opera apenas a partir do CD ou disquete de instalação do Windows.

FORMAT
Formata uma unidade de disco ou partição. Podendo criar os sistemas de arquivos FAT, FAT32 e NTFS.
FORMAT C: /FS:NTFS
Formata a unidade C: usando o sistema de arquivos NTFS
FORMAT D: /Q /FS:FAT
Formata a unidade D: utilizando uma formatação rápida (/Q) e usando o sistema de arquivos FAT (/FS:FAT).

HELP
O comando mais útil é o HELP, com ele você tem informações sobre a utilização dos comandos do console. Veja os exemplos:
HELP
Exibe um lista dos comandos disponíveis no console.
Sendo os comandos disponíveis:
attrib del fixboot more set
batch delete fixmbr mkdir systemroot
bootcfg dir format more type
cd disable help net
chdir diskpart listsvc rd
chkdsk enable logon ren
cls exit map rename
copy expand md rmdir
HELP FIXBOOT
Exibe a ajuda do comando FIXBOOT

LISTSVC
Lista os serviços e drivers disponíveis no computador.

Nota: Essa lista é extraída do registro em %SystemRoot%System32ConfigSYSTEM. Se essa área do registro estiver danificada ou perdida, diversos erros podem ocorrer.

LOGON
Mostra todas as instalações do Windows detectadas no sistema e permitindo que o console de recuperação opere com uma dessas instalações. Use esse comando para mover-se para outra instalação do Windows no mesmo computador.

MAP
Mostra o mapeamento atual das unidades de disco, listando as letras dos drives, sistemas de arquivos, tamanho das partições e mapeamentos das unidades de disco “físicas”.
Quando incluído a opção arc as informações são mostradas no formato Advanced RISC Computing (ARC), que é o formato utilizado no arquivo Boot.ini.
MAP
DeviceHardDisk0Partition1
Modo padrão do Windows para nomear o dispositivos.
MAP ARC
multi(0)disk(0)rdisk(0)partition(1)
O mesmo dispositivo mas com o seu nome em formato ARC.

MD
Cria uma pasta.
MD BACKUP
Cria uma pasta chamada BACKUP na pasta atual.

MORE
Exibe um arquivo de texto na tela com pausas entre as páginas. Normalmente é utilizado com o pipe | (barra vertical).
DIR | MORE
Exibe o conteúdo do diretório com pausas caso o conteúdo ultrapasse as linhas da tela. É o equivalente de DIR /P.
MORE NTBTLOG.TXT
Exibe o conteúdo do arquivo NTBTLOG.TXT (Arquivo de LOG de inicialização) na tela com pausas entre as páginas/telas.

NET USE
Conecta um compartilhamento de rede a uma letra de unidade.
Sua sintaxe é:
NET USE [computadorcompartilhamento[volume] [senha | *]]
[/USER:[domínio]usuário]
[/USER:[nome de domínio com ponto]usuário]
[/USER:[nome_usuario@nome de domínio com ponto]
[/SMARTCARD]
[/SAVECRED]
[[/DELETE] | [/PERSISTENT:{YES | NO}]]
NET USE {dispositivo | *} [senha | *] /HOME
NET USE [/PERSISTENT:{YES | NO}]
Nota: Embora a documentação da Microsoft cite esse comando, ele não opera no Console de Recuperação. Alguns componentes necessários para a rede não são carregados no console. Embora a interface de rede seja inicializada os protocolos de rede não são carregados.

REN
Renomeia um único arquivo ou pasta.
REN c:windows c:windows.xp
Renomeia a pasta windows para windows.xp.
REN c:windowssystem32hall.dll c:windowssystem32hall.OLD
Renomeia o arquivo hall.dll para hall.OLD

RD
Exclui uma pasta vazia.
RD TEMP
Apaga a pasta TEMP, se ela estiver vazia.

SET
Exibe e define variáveis de ambiente.
Por segurança está desabilitado. Podendo se habilitado conforme descrito no artigo.
SET AllowRemovableMedia = TRUE
Muda o valor da variável de ambiente AllowRemovableMedia para TRUE.

SYSTEMROOT
Define a pasta atual como a pasta SYSTEMROOT do da instalação do Windows ao qual você está conectado no momento.

TYPE
Exibe um arquivo de texto. Semelhante a MORE, mas não suporta a operação com pipes
TYPE NTBTLOG.TXT
Exibe o conteúdo do arquivo NTBTLOG.TXT

23 Comments

  1. eduardo 27 de janeiro de 2012
  2. victor 23 de outubro de 2011
  3. NILDO 19 de julho de 2011
  4. Lucas 22 de abril de 2011
  5. Aristides Inacio 4 de abril de 2011
    • Lucas 22 de abril de 2011
  6. antonio flho 4 de março de 2011
  7. igor 2 de fevereiro de 2011
    • iago 3 de maio de 2011
    • leonardo 24 de agosto de 2011
  8. lidiane 29 de janeiro de 2011
  9. Danilo 23 de novembro de 2010
    • joao 28 de janeiro de 2011
  10. elane 31 de julho de 2010
  11. Antonio 15 de março de 2010
  12. guaskudo 21 de novembro de 2009
  13. BITENCOURT 4 de outubro de 2009
  14. Eduardo Tetera 8 de janeiro de 2009
  15. Gostei Meito Parabens! 8 de janeiro de 2009
  16. yasmin 2 de julho de 2008
  17. Eduardo Tetera 20 de junho de 2008
  18. Dilson 19 de junho de 2008

Deixe seu Comentário