Mercado de aplicativos para portáteis pode render mais que o de CDs

Usuários poderão gastar US$ 17.5 bilhões em 2012 com programas para seus tablets e smartphones

A App Store, loja de aplicativos para o iPod, iPhone e iPad operada pela Apple, tem em seu catálogo mais de 140 mil títulos. A Android Market, com programas para smartphones baseados no sistema Android, do Google, recentemente chegou aos 30 mil. Outras empresas como Nokia, Samsung e até mesmo operadoras de telefonia também estão de olho neste mercado.

Mas qual é o seu verdadeiro potencial? Segundo um estudo recentemente publicado pela GetJar, que opera uma loja de aplicativos, ele pode chegar a nada menos que US$ 17.5 bilhões nos próximos três anos. Isto o tornaria maior que o mercado de CDs, que para 2012 está estimado em US$ 13.83 bilhões.

De acordo com o site TechCrunch, os aplicativos são mais populares na Ásia, mas são os norte-americanos que gastam mais com eles, com o país representando 50% dos lucros no último ano. O preço médio de um aplicativo na Ásia é de US$ 0.10, enquanto nos EUA é de US$ 1.09.

Os resultados da pesquisa foram anunciados pelo CEO da GetJar, Ilja Laurs, durante a conferência Plugg na última semana. Um vídeo da apresentação está disponível na internet.

Deixe seu Comentário