Maioria das lojas eletrônicas estão reprovadas em teste

A fundação Pró-Teste avaliou o desempenho de 34 lojas online em teste e só aprovou 3 delas.
O grupo de defesa dos consumidores realizou compras, de forma anônima, em 34 lojas online e encontrou dificuldades em vários aspectos.
Um dos pontos mais problemáticos é a dificuldade que o cliente tem para devolver o produto que chega com defeito, fora das especificações do pedido ou simplesmente porque o consumidor se arrependeu da compra.

Segundo a legislação, o consumidor tem o direito de se arrepender e desistir da compra mesmo após confirmar a operação online. A Pró-Teste avalia que as lojas online, de um modo geral, impõem dificuldades para o cliente desistir da compra, efetuar devolução de produto ou obter reembolso de gastos com a devolução.

Outro problema recorrente foi registrado quando o consumidor compra o produto com seu cadastro, mas deseja enviá-lo para outro endereço, como no caso de um presente comprado pela internet. Segundo a Pró-Teste, houve vários casos de produtos entregues em endereço errada e problemas no envio da nota-fiscal para o comprador.

Só obtiveram nota máxima no teste três lojas:
Americanas.com, Fast Shop e Tok&Stok

As lojas avaliadas foram: Americanas.com; Fast Shop, Tok&Stok; Casa&Vídeo, Lojas Colombo, Farmácia Vitanet, Natura, Onofre em casa, Pernambucanas, Ponto Frio, Livraria Saraiva, Submarino, Atera Informática, Avon, O Boticário, Brasoftware, Camicado, CD Point, DVD World, eFácil, Extra, Fnac, Import Express, KaBuM!; Kalunga, Livraria Cultura, Magazine Luiza, Polishop, Ri Happy, Sack’s Perfumaria, Shoptime, Siciliano, Videolar e Direct Shopping.

Deixe seu Comentário