Governo francês também alerta sobre o uso do Internet Explorer

Após a Secretaria Federal para Segurança na Tecnologia da Informação (BSI) alemã recomendar aos cidadãos do país que substituam o IE (em qualquer versão) por um browser alternativo devido a questões de segurança, é a vez do governo francês divulgar um aviso semelhante.

A mensagem divulgada pelo CERTA (Centre d’Expertise Gouvernemental de Réponse et de Traitement des Attaques informatique ou, em tradução livre, Centro de Avaliação Governamental de Resposta e Tratamento de Ataques de Informática) informa que as versões 6, 7 e 8 do Internet Explorer possuem vulnerabilidades (já constatadas) que permitem aos hackers executar remotamente códigos arbitrários.

O CERTA, assim como a secretaria alemã, propõe a mudança do uso do browser por um outro, alternativo, provavelmente com a intenção principal de preservar as grandes empresas e departamentos do governo.

Este é outro golpe importante para o browser mais utilizado mundialmente, mas que já começava a perder mercado nos últimos anos, diz Stan Schroeder no site Mashable.

Os outros browsers (Firefox, Opera, Safari etc.), apesar de não terem registros perfeitos, são sempre indicados como as alternativas mais seguras, mesmo após o ataque chinês aos servidores do Google e de mais 20 empresas norte-americanas.

Até o momento, a Microsoft vem questionando os alertas tanto da BSI quanto da CERTA e insiste que que os usuários comuns não são prejudicados pels suposta falha de segurança.

Deixe seu Comentário