Google Play Music chega ao Brasil

O Google lançou hoje o seu serviço de streaming de música no Brasil. Mas apenas para aparelhos da Samsung.

O Google Play Music chega ao Brasil a partir desta segunda-feira (22/9) com exclusividade em aparelhos da Samsung.

Os produtos da linha Galaxy S5, o S4 e o tablet Galaxy Tab S virão com seis meses de assinatura do serviço de streaming de músicas do Google, que conta com mais de 25 milhões de faixas.

A oferta é válida para aparelhos comprados a partir de hoje. O serviço funciona dentro do aplicativo padrão de músicas dos dispositivos com sistema Android.

Até o final do ano, a assinatura será oferecida pelo gigante das buscas a todos os internautas, mas o preço da mensalidade ainda não foi definido.

Estreando no Brasil e no Uruguai hoje, o Google Play Music tem agora presença em 45 países, sendo 16 na América Latina com a parceria entre as empresas. No mercado nacional, o serviço do Google irá concorrer com Rdio, Deezer, Napster e Spotify, que oferecem mensalidade de cerca de 20 reais.

A Samsung informou que o Galaxy Note 4, que chegará ao mercado nacional até o final de 2014, também virá com a assinatura semestral do serviço musical. A oferta oferecida pelo Google em parceria com a Samsung estará disponível até 31 de janeiro de 2015.

Outros gadgets da fabricante, que é a que mais vende dispositivos com sistema Android no mundo, também ganharão, a partir de 1 de novembro deste ano, assinatura gratuita do Google Play Music válida por três meses. Os acessórios de áudio da linha Level, da Samsung, também farão parte da promoção.

No serviço do Google Play é possível encontrar diversas opções de músicas nacionais, como Anitta, Bruno e Marrone, Michel Teló e Henrique e Juliano, bem como faixas internacionais, como Beatles, Metallica, Nicki Minaj e Michael Jackson.

Assim como nos serviços concorrentes, é possível sincronizar faixas no smartphone para que elas possam ser ouvidas sem precisar de conexão com a internet. E o Google destaca que existe a possibilidade de importar playlists de outras plataformas.

Além da oferta de streaming, o Google Play Music oferece um recurso interessante: a sincronia de músicas que você tenha copiado de um CD ou até mesmo comprado na iTunes Store, da Apple. O espaço não é um problema para o Google, já que ele oferece armazenamento de até 20 mil arquivos de música individuais mesmo que eles sejam grandes ou estejam em formato Flac, áudio de alta qualidade. O serviço estará disponível também pela web, no endereço music.google.com.

O Google fez parcerias com os maiores selos musicais internacionais: Universal Music, Sony Music e Warner, além de parcerias locais com Som Livre, Deck Disc, Coqueiro Verde, entre outros. Também há parcerias com selos independentes. A versão brasileira do Google Play Music estava em fase de preparação desde novembro de 2012.

Apesar de serviços como Spotify, Deezer e Rdio já estarem no mercado nacional há algum tempo, metade dos internautas brasileiros não conhece aplicativos de streaming de música por smartphones.

A divisão de receita com artistas independentes é a mesma feita com a gravadoras: 70% fica com o artista, ou selo, e 30% fica com a empresa. Os artistas independentes que se interessarem em disponibilizar suas músicas no Play Music podem acessar esta página e seguir as instruções descritas. Pagando uma taxa única de 25 dólares, o Google oferece uma página de músico oficial dentro do Play Music que pode ser personalizada.

Deixe seu Comentário