Gabinete bem projetado conta na hora de comprar um PC novo

Um bom case é aquele que tornará o seu dia a dia à frente do computador mais fácil e também aquele que simplifica tarefas como fazer upgrades ou acessar algum componente interno, caso queira.

Um gabinete bem projetado proporciona acesso à parte interna do PC sem que se precise usar qualquer ferramenta.

Além disso, deve possuir baias facilmente acessíveis para a instalação de discos rígidos adicionais, oferecer fácil acesso a portas USB e também aos slots de memória.

Os cases mais comumente encontrados no mercado são do tipo minitorre ou torre que utilizam especificação ATX, que determina onde os conectores na parte de trás da motherboard vão se encaixar aos orifícios existentes no case, bem como os encaixes da fonte de alimentação.

Sistemas menores podem utilizar um case do tipo micro-ATX que seguem as especificações básicas do ATX, porém com menos slots de expansão. Já gabinetes do tipo mini-ATRX são ainda menores, exigem placas-mãe mini-ATX também; em contrapartida, resultam em PCs de tamanho reduzido, em geral silenciosos e que consomem menos energia – uma opção interessante para um hometheater PCs.

Gabinetes torre ou minitorre dão mais flexibilidade de configuração e são boa opção para quem pretende expandir o sistema futuramente. Recomendamos deixar pelo menos duas baias livres para HDs e pelo menos um slot PCI vazio.

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: O que levar em conta ao comprar um PC novo 7 de julho de 2010

Deixe seu Comentário