Como ser mais produtivo e reclamar menos

Já percebeu que alguns profissionais costumam usar sempre expressões como:

• Enrolado
• Na correria
• É complicado

E já notou que nem sempre essas pessoas estão de fato enroladas e que a situação nem sempre é tão complicada?

Isto sem se mencionar que a tal “correria” costuma ser a bandeira mesmo daqueles que têm um ritmo de trabalho sob controle.

Pessimismo vs Produtividade

Muitos profissionais deixam que sua vida pessoal se misture ao ambiente de trabalho; é óbvio que tal simbiose inclui misturar os sentimentos bons e as sensações ruins ocorridas na vida privada.
O problema é que geralmente se leva as ansiedades e preocupações para o cenário laboral. O que ocorre de bom na vida familiar, assim como os sucessos e acontecimentos positivos, normalmente acabam não influenciando tanto na produtividade do profissional.

Uma pena, já que uma atmosfera positiva em casa deveria levar a pessoa a produzir mais e melhor.

Baixa autoestima

A baixa autoestima (ou até a falta dela) pode ser a origem de muitos problemas, em casa e no trabalho. Se olharmos para alguns distúrbios psicológicos clássicos, perceberemos imediatamente que a sua origem é muito influenciada pela falta de amor por si mesmo. Esta falta de autoestima se projetará posteriormente em crenças disfuncionais, emoções negativas e comportamentos contraproducentes que mergulham a pessoa em um círculo fechado e muito pessimista.
A mente é maravilhosa.

Transtorno de ansiedade

As pessoas mais ansiosas têm muito medo do futuro. Os pensamentos são sempre catastróficos, porque acreditam que podem falhar na execução de algumas tarefas ou que algo terrível pode acontecer.

É claro que por trás desse medo existe uma imensa insegurança. Elas não confiam nas suas próprias capacidades, e não acreditam que são capazes de enfrentar as adversidades sozinhas. Para quase tudo precisam de alguém para ajudá-los, para resolver os problemas ou ainda para os acompanhar e, assim, reduzir o seu medo.

Profissionais ansiosos dizem a si mesmos: “Você não é bom, você sozinho não pode e não sabe, portanto, você precisa de alguém melhor que você”.

TOC, Anorexia e Bulimia, Dependência emocional & Depressão

Este texto não é um ensaio psicológico e não pretende solucionar possíveis transtornos, mas serve como um alerta profissional para que você possa identificar as situações, reações e principalmente características que possam estar podando sua produtividade.

Reparou na lista acima?

O Transtorno obsessivo compulsivo (TOC) faz com que o perfeccionista acredite que deve fazer tudo sem erros; como nem sempre consegue, está quase sempre frustrado. A autoestima então sofre uma queda e a pessoa deixa de comer ou até se acha acima do peso, trazendo à tona males como Anorexia e Bulimia. Neste estágio, o profissional já é tão emocionalmente dependente de outra pessoa (parente, cônjuge, colega de trabalho) que nada mais dá certo.

É aí que chega a Depressão e varre com todo o resto de dignidade que havia. Um profissional deprimido se sente culpado, miserável, vítima, e está convencido de que é um verdadeiro inútil sem valor.

Expressões características do profissional sem autoestima

Foi aí que começamos o papo, e tais expressões é que me levaram a preparar este ensaio. De tanto ouvir algumas pessoas dizer coisas como “Estou todo enrolado”, “Aí é complicado” ou alegar que estão sempre “Na correria”.

É aí que vai minha palavra de cautela e que entram os meus conselhos como Coach Empresarial:

Não utilize expressões desnecessariamente pessimistas.

Isto nada tem que ver com superstição; é um manual de exercício da produtividade. Quer aumentar sua produtividade? Então não empregue palavras e/ou frases exageradas ou mesmo inutilmente negativas quando estiver em algumas das situações a seguir:

  1. Junto ao cliente
    Seu cliente não é obrigado a aturar seu histrionismo nem engolir suas lamúrias. Seja qual for sua área profissional, se vai atender a alguém evite comentar que o dia está complicado; pare de se vangloriar de ser enrolado ou desorganizado. Isto não é bonito, não traz eficiência nem ajuda em sua produtividade (e não causa compaixão nos outros, se é o que você pretende).
  2. Em família
    Se seu cliente não se interessa por seus fracassos, seus familiares também se cansam de ouvir sempre a mesma ladainha. Mesmo a pessoa que divide a cama com você sente o peso de ter alguém sempre negativo do lado.
    (Pense nisso).
  3. Em público
    Em alguns casos igualmente frequentes, o profissional costuma colocar a culpa do que deu errado no cosmos. Lembre-se: o universo não conspira contra você.

Então, lembre-se:

Se está dando tudo errado, procure a causa do problema e comece a resolvê-lo.

Sua produtividade vai aumentar significantemente.
E seus amigos também agradecem.

Deixe seu Comentário