Como planejar o pagamento de suas dívidas

A análise financeira é uma estratégia fundamental para a sobrevivência de qualquer empresa.

Se você não sabe como anda a situação financeira do seu negócio, nem como administrar o pagamento de dívidas, alguma coisa está errada com seus procedimentos de gestão.

O serviço educacional do Sebrae-SP tem a disposição dos internautas uma série de artigos sobre finanças e contabilidade para quem está aprendendo a empreender.

Um deles, Como planejar o pagamento de dívidas, sugere algumas ações que podem minimizar os percalços dos compromissos financeiros não quitados.

Para evitar processos de cobrança de credores, os consultores do Sebrae sugerem alguns passos para facilitar o pagamento das dívidas e sair do vermelho. Confira a seguir.

Oito dicas

1º. É preciso que a empresa lucre. Faça o controle necessário para ter certeza de que a empresa gera lucro, e poderá suportar um aumento nas despesas

2º. Cheque sempre o saldo disponível em caixa e no banco para quitar seus pagamentos. Deve-se também elaborar um fluxo de caixa, para avaliar o impacto das novas despesas no orçamento, e decidir qual a melhor data para fazer os pagamentos

3º. Estabeleça um ranking dos compromissos, por ordem do risco que eles representam ao seu negócio. Dando prioridade aos fornecedores, por exemplo, a empresa pode restabelecer seu crédito e continuar comprando. Se a empresa priorizar compromissos corrigidos por taxas de juros maiores, por exemplo, a empresa estará quitando compromissos mais caros

4º. Tente negociar e renegociar com credores um prazo maior para o pagamento, pois isso irá acarretar em uma diminuição das saídas de caixa

5º. Tente negociar, ou renegociar, as taxas de juros, tentando sempre obter a menor taxa possível. Quanto maior for a taxa, maior será a correção do valor parcelado e do valor das parcelas

6º. Analise se há a possibilidade de se desfazer de bens ou patrimônios pessoais para investir na empresa, diminuindo assim os desembolsos do caixa, ou do banco

7º. Analise ainda a possibilidade de se desfazer de algum bem do ativo imobilizado da empresa, como móveis, veículos, equipamentos, desde que a falta deles não prejudique a rotina do negócio. Se a empresa apresentar lucro no futuro, esse bem poderá ser readquirido

8º. Por último, procure orientação jurídica para reavaliar os contratos de financiamento e os acordos pendentes, o que pode gerar alguma economia. Seguindo esses passos, o empresário pode cumprir seus compromissos financeiros, sejam dívidas atuais ou do passado.

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: Como planejar o pagamento de suas dívidas 8 de junho de 2010

Deixe seu Comentário