Benefícios de se trabalhar no Google

Dê as ferramentas adequadas a um grupo de pessoas que quer fazer a diferença e elas fazem!

Os fundadores do Google freqüentemente afirmam que a empresa não é séria sobre nada exceto a pesquisa.

Eles criaram uma empresa ao redor da idéia de que o trabalho deve ser desafiador e o desafio deve ser divertido.

Para esse fim, a cultura do Google é diferente de qualquer outra na América corporativa e não é por causa da lâmpada lava excêntrica e das grandes bolas de borracha ou pelo fato de que um dos chefes da empresa costumava cozinhar para o conjunto de rock Grateful Dead.

Da mesma forma com que o Google coloca os usuários em primeiro lugar quando se trata de serviços on-line, o Google coloca os funcionários em primeiro lugar quando se trata do dia-a-dia em seus escritórios.

“O objetivo é tirar tudo o que entra no caminho dos funcionários. Nós oferecemos um pacote padrão de benefícios adicionais, mas, além disso, estão refeitórios de primeira classe, academias de ginástica, serviços de lavanderia, salas de massagem, corte de cabelo, lavagem de carros, lavagem a seco, ônibus – praticamente tudo que um engenheiro que trabalha duro pode querer. Encaremos os fatos: os programadores querem programar, não querem levar a roupa na lavanderia. Assim nós facilitamos tudo para que eles façam as duas coisas.” Eric Schmidt, CEO do Google

Filosofia de Benefícios: Nos esforçamos para sermos inovadores e exclusivos em todos os serviços que fornecemos aos clientes e aos funcionários, incluindo nossas ofertas de benefícios e mordomias. Percebemos e comemoramos que nossos funcionários tenham necessidades diversas e que essa diversidade requeira apoio flexível e direcionado ao indivíduo. Nossa prioridade é oferecer um programa personalizável que pode ser feito sob medida para as necessidades e cada pessoa, quer ela goste de fazer escalada no gelo no Alaska, queira se aposentar aos 40 anos de idade ou planeje adotar 3 filhos.

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: Por que trabalhar no Google? 17 de setembro de 2009

Deixe seu Comentário