Astrônomos descobrem 'Super-Terra'

Um grupo de astrônomos do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, nos Estados Unidos, descobriu um planeta com uma massa seis vezes maior que a da Terra e que pode ter 75% de sua superfície coberta de água, além de uma atmosfera gasosa.

A descoberta do planeta, que é um dos que mais se parece com o nosso até então, foi publicada nesta quinta-feira pela revista especializada Nature.

A “Super-Terra”, como está sendo chamado o planeta batizado de GJ 1214b, está a 42 anos-luz de distância e em outro sistema solar.

Sua relativa proximidade torna possível estudá-lo a ponto de determinar sua atmosfera, informaram os cientistas.

“Isso faria desse planeta a primeira ‘Super-Terra’ com atmosfera confirmada – mesmo que esta atmosfera não seja boa para a vida como a conhecemos”, explicou David Charbonneau, que coordenou a equipe de pesquisa.

O GJ 1214b tem uma órbita de 38 horas em torno de uma estrela pequena e fraca, com cerca de um quinto do tamanho do Sol. A temperatura do novo planeta, no entanto, é muito alta para abrigar formas de vida como as terrestres, já que os cientistas calculam que ela gira entre 120 e 280 graus Celsius.

A maior semelhança com a Terra está na densidade, apontam os cientistas. As descobertas até agora sugerem que o planeta recém descoberto é composto por cerca de três quartos de água e gelo e um quarto de rocha. “Apesar de sua temperatura alta, este parece ser um mundo de água”, disse Zachory Berta, estudante que primeiro identificou indicações da presença do planeta.

Deixe seu Comentário