Acabou o Flash para aparelhos móveis

A Adobe vai parar o desenvolvimento de seu popular complemento multimídia Flash Player para uso em dispositivos móveis, praticamente admitindo derrota para a Apple na longa briga sobre os padrões para internet.

O Flash é usado para a reprodução de conteúdo multimídia, como vídeos e fotos, além de possibilitar interatividade.

A decisão da companhia, cujas ações chegaram a cair quase 11%, significa que os desenvolvedores de web provavelmente vão parar de usar o Flash para produzir vídeo, sites e aplicativos para dispositivos móveis como smartphones e tablets.

A notícia pode ser um alívio para os milhões de usuários de iPhones e iPads cujos navegadores não abrem conteúdo em Flash. Steve Jobs, cofundador da Apple que morreu no início de outubro, decidiu banir o complemento dos aparelhos de sua companhia. Ele afirmava que o Flash não é confiável, seguro e rápido o suficiente para ser usado em dispositivos móveis.

O anúncio pode prejudicar as vendas das ferramentas Flash para produzir websites. A Adobe, no entanto, disse que se focará na venda de ferramentas para desenvolvedores de sites que usam o novo padrão conhecido como HTML5, que a Apple promove.

“O HTML5 é agora universalmente aceito na maior parte de dispositivos móveis, em alguns casos exclusivamente”, disse o vice-presidente da Adobe, Danny Winokur, em um blog da companhia. “Isso torna o HTML5 a melhor solução para criar e distribuir conteúdo em plataformas móveis”.

Deixe seu Comentário