A ’seleção brasileira’ de naturalizados na copa do mundo

O site The Independent, da Inglaterra, trouxe à tona um assunto muito falado no Brasil:

» a quantidade de brasileiros que se naturalizaram em outros países para jogar por seleções nacionais.

Vendo a quantidade de atletas nesta situação, os ingleses montaram uma seleção, com 11 atletas que jogam por outras nações, mas podiam ter chances com o técnico Dunga.

Mesmo sem se classificar para a Copa do Mundo, o goleiro escolhido foi Phan Van Santos, ex-goleiro do Vasco da Gama, quando ainda se chamava Fabio dos Santos, que atua pela seleção do Vietnã.

A zaga é formada por Pepe, de Portugal, Marcos Gonzalez, do Chile, Marcus Tanaka, do Japão e Mehmet Aurélio, da Turquia. Destes, apenas Pepe e Tanaka jogarão a Copa de 2010.

O meio do campo é formado por Alex, que se naturalizou japonês e jogou a Copa de 2006, enfrentando, inclusive, o Brasil, e o mexicano Antonio Naelson, o Zinha, que também disputou o Mundial da Alemanha. Além dos ex-corintianos Deco e Marcos Senna, que jogam por Portugal e Espanha, respectivamente. O primeiro está confirmado na seleção que vai à Copa, enquanto o volante foi cortado, mas esteve na pré-lista.

O ataque conta com dois atletas que não vão ao Mundial. O primeiro é Kevin Kuranyi, responsável por grande irritação do povo alemão com o técnico Joachim Löw, que o deixou fora da lista da Copa da África. O outro é Eduardo da Silva, que joga pela Croácia, que não se classificou, mas já disputou um Mundial, em 2006.

Alguns outros jogadores também poderiam ter sido lembrados, como o atacante Liedson, que jogará por Portugal, assim como o meio campista Benny Feilhaber, que disputará o Mundial da África do Sul pelos Estados Unidos.

Nenhuma Resposta

Deixe seu Comentário