O PC pode ter vírus mesmo que o antivírus não encontre nada?

Por Oliver Hautsch

Imagine a seguinte situação: você instala o Windows no seu PC ou compra um computador novo.

Sua primeira atitude é instalar drivers, programas e depois procurar um antivírus.

Nas suas buscas, você lê alguns artigos de avaliação de antivírus, lê os textos das páginas de download e faz a sua decisão.

Instalado o antivírus, você esquece que ele existe e continua sua vida normalmente, quando de repente seu computador pára de funcionar direito, fica lento, reinicia sozinho, fecha programas sem você mandar, rouba suas senhas, enfim, fica totalmente indisciplinado, esquecendo da educação que foi dada a ele na fábrica.

O problema relatado é muito mais comum do que deveria, dado que existem milhões de fontes na internet que ensinam o bom uso dos antivírus e do computador, para evitar que ameaças entrem e façam a festa, deixando você com o salão emporcalhado para limpar.

O fato é:

o antivírus precisa da atenção contínua do usuário, pois mesmo que se tenha o máximo cuidado, não há garantia de que o melhor programa antivírus seja capaz de proteger o usuário contra pragas virtuais.

O tema deste artigo é justamente esse, ou seja, o grau de confiança que você pode ter nos programas de segurança e dicas para não ter dores de cabeça.

Consultamos quem entende muito bem do assunto. Daniel Ricardo Ferreira, analista de TI especialista em infraestrutura de redes Windows, concordou em conversar conosco e deu sua opinião sobre os programas antivírus, que carregam a imensa responsabilidade de nos proteger do mal proveniente principalmente da internet.

Fizemos poucas perguntas, mas tivemos muitas respostas — e algumas delas, apesar de instrutivas, não foram nada reconfortantes.

A resposta que queríamos (ou não)

A primeira questão que levantamos foi a que dá título ao artigo, e a resposta foi categórica: SIM. Por mais que o antivírus não encontre nenhuma ameaça, seu computador pode estar infectado. Em outras palavras, por mais que você tenha um ótimo sistema de segurança na sua casa, o bandido pode conseguir entrar e levar embora coisas importantes.

No caso específico do mundo virtual, entenda por coisas importantes seus dados bancários, entre outras informações pessoais extremamente perigosas quando caem em mãos erradas, além da integridade do sistema operacional, programas instalados e arquivos diversos.

Um exemplo de infecção é quando há um novo tipo de praga que, por motivo de falta de atualização ou mesmo má qualidade, seu antivírus não detecta. Sendo assim, existem alguns hábitos que devem ser mantidos por TODOS os usuários, pois é a única maneira de garantir que a sua máquina permaneça limpa. Veja-os no próximo artigo:

» Hábitos que devem ser mantidos por quem usa antivírus

Nenhuma Resposta

Deixe seu Comentário