Netbooks para trabalhar ou jogar

A primeira geração de netbooks visou os consumidores comuns – especialmente estudantes.

Afinal, você pode guardá-los em qualquer mochila com discrição. Mas essas máquinas também são ideais para usuários corporativos.

Por que ocupar um grande espaço no escritório com um computador, se tudo que você precisa é de um bom teclado e conexão a internet?

Este pensamento levou os fabricantes a dividir os consumidores finais e corporativos em subcategorias.

Os netbooks corporativos possuem mais componentes do que os voltados aos consumidores finais. O Mini 2140 da HP vem com Wi-Fi 802.11n em vez do comum 802.11b/g. Um acelerômetro embutido protege o HD em caso de queda do portátil, e também possui um teclado a prova d’água.

O N10Jc da Asus foi o primeiro mini-notebook a incluir uma placa gráfica distinta (nVidia GeForce 9300M GS) que o usuário pode deixar ativa ou inativa. Claro, configurações assim são caras e netbooks corporativos costumam ter preços superiores a 1.200 reais.

« Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo »

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: Opções de aplicativos para netbooks 25 de outubro de 2011
  2. Pingback: A próxima geração dos netbooks 5 de março de 2009
  3. Pingback: Linux como opção para netbooks 5 de março de 2009

Deixe seu Comentário