Justiça determina: Sean é entregue ao Consulado dos EUA

O presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), desembargador federal Paulo Espirito Santo, determinou que o menino Sean Goldman, de 9 anos, seja entregue voluntariamente até as 9h desta quinta-feira (24) ao Consulado dos Estados Unidos, no Rio de Janeiro.

A ordem atende à determinação do presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, que suspendeu liminar do próprio Supremo.

O advogado dos Bianchi, Sérgio Tostes, disse que não vai recorrer da decisão do STF. Segundo ele, a família decidiu dar prioridade ao bem estar e a uma transição suave da guarda da criança.

Ainda não está decidida a data em que Sean viajará para os Estados Unidos.

Segundo o advogado, tudo vai depender do entendimento com o pai biológico do menino.

O pai biológico de Sean, David Goldman passou a manhã desta quarta-feira (23) em hotel de Copacabana, na Zona Sul do Rio.

Dois carros do consulado americano estão no local.

Leia na íntegra a carta enviada pela avó ao presidente Lula »

Deixe seu Comentário