Divulgados os primeiros ‘Empreendedores Individuais’

A primeira empreendedora individual comemora o cadastro realizado nesta segunda, 8 de fevereiro, quando o Portal do Empreendedor entrou em funcionamento.

Francisca Brasil Fonseca Correa é cabeleireira e viu que sua atividade se enquadra na nova figura jurídica.

“Trabalho como cabeleireira na informalidade há oito anos. Mantinha um salão em minha casa mesmo, mas por questões justamente de regulamentação, passei para um local específico e resolvi me formalizar como empreendedora individual”, conta.

Como a primeira a conseguir efetivar o cadastro, ela afirma que a espera valeu a pena. “Eu já vim direto ao Sebrae porque sabia que aqui haveria quem pudesse me ajudar, talvez em casa sozinha não conseguisse. É um Brasil inteiro tentando se cadastrar”, diz.

“Quando partimos de um princípio as portas se abrem. Vou trabalhar de cabeça erguida, porque estou legalizada”, comemora a manicure Gisele Aparecida Mendes, a segunda a ter seu cadastro realizado. Com CNPJ em mãos, as empresárias ficam mais tranqüilas porque sabem que gozarão dos benefícios previdenciários. “Nesta área há muitos riscos de desgaste à atividade motora e é importante poder contar com um recurso no futuro”, diz Francisca

Também o jardineiro Geraldo Malavazi veio na manhã desta segunda-feira para se cadastrar como Empreendedor Individual. “Para mim vai ser muito bom, assim posso trabalhar para empresas e qualquer outro cliente que necessite de nota fiscal. Coisa que antes eu não tinha como emitir”, pondera.

A técnica do Sebrae, Andrea Fialho, faz um alerta a quem deseja se tornar um empreendedor individual. “Sem o CPF regularizado não é possível se inscrever como EI. Hoje já tivemos muita procura, tanto por informações como pelo cadastro em si, mas alguns casos não puderam se cadastrar por conta da irregularidade”, diz. Segundo ela, não se trata de restrições em serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa, mas é com relação à declaração de imposto de renda de pessoa física.

Entenda a nova lei »

Deixe seu Comentário