Computador e carteira escolar – tudo junto

A cidade de Serrana, no interior de São Paulo, testa uma tecnologia que coloca o PC na carteira do estudante.

Chamada de carteira digital, o projeto foi desenvolvido pelo ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e consiste em transformar as carteiras escolares em computadores.

Para montar o PC na carteira, um monitor LCD de 17 polegadas com tecnologia multitoque é embutido na mesa do estudante. Na parte de baixo, é montado um PC com processador Intel Celeron, memória flash para armazenar dados e placa para conexão Wi-Fi. Todos os computadores usam distribuição Linux.

Segundo o ministério, o custo das carteiras é cerca de R$ 800. A prefeitura de Serrana espera implementar 100 carteiras do tipo para testes ao longo deste ano.

Para tocar a tela e escrever sobre ela, os estudantes usam uma caneta comum. A prefeitura testa ainda modelos sem a tecnologia multitoque, com uso de teclado e mouse.

O custo das carteiras, no momento, é maior que laptops educacionais, como o XO da OLPC ou o ClassMate da Intel. A idéia do MCT, no entanto, é explorar diferentes alternativas de inclusão digital.


LapTup niquim

Segundo o MCT, o projeto da carteira digital foi exibido em feira de tecnologias aplicadas à educação nos Estados Unidos. Clique aqui para assistir o vídeo da matéria veiculada no Jornal Nacional.

Deixe seu Comentário