Comparativo entre tela capacitiva e resistiva

As telas de tablets, notebooks e smartphones deixaram de ser apenas mais um componente; mas como os fabricantes de dispositivos não disponibilizam muitas informações ao usuário final, acaba não sendo fácil obter dados definitivos sobre as duas tecnologias:

Telas touchscreen capacitivas e resistivas.

Por isto reunimos uma comparação das principais características dos dois principais tipos de telas LCD sensível ao toque.

Confira a tabela:

Touchscreen Resistiva

Touchscreen Capacitiva

Visibilidade
ambiente interno
Geralmente muito boa Geralmente muito boa
Visibilidade
luz do sol
Geralmente ruim, a camada extra reflete a luz ambiente. Geralmente muito boa
Sensibilidade ao Toque É necessário pressionar para fazer contato entre as camadas da tela, pode-se usar os dedos (até com luvas), unhas, canetas stylus, etc. Até o menor contato entre seu dedo (rico em elétrons) e o vidro da tela é suficiente para ativar o sistema sensível da tela capacitiva. Não funciona com objetos inanimados/unhas/dedos cobertos. Portanto, o reconhecimento de escrita à mão é complicado.
Precisão Exibição de pelo menos pixels de resolução, como pode ser visto ao desenhar (ou escrever caracteres) com uma caneta stylus. Útil para o reconhecimento de escrita à mão e interfaces com elementos menores de controle. Precisão de alguns pixels, na teoria, mas seriamente limitada pelo tamanho físico da ponta de seus dedos, o que torna difícil pressionar qualquer elemento de controle ou selecionar algo na tela que seja menor que 1cm.
Custo Barato para uso em telefones. Definitivamente mais cara que telas resistivas, entre 10% e 50%.
Possibilidade de multi-touch Nenhuma. Depende da implementação e software; é usada no iPhone e experimentada no HTC G1.
Robustez A camada de cima das telas resistivas é muito suave; tanto que, ao ser pressionada pode ser danificada. É uma tela vulnerável a arranhões e outros danos menores. Uma tela resistiva também precisa ser frequentemente calibrada.

O lado bom é que esta tela tem uma camada resistiva sobre uma tela de plástico, o que a torna mais resistente a quedas.

Pode ser usado vidro para a camada externa. Apesar de também ser vulnerável (e, certamente, propenso a quebrar com um impacto maior), o vidro é mais resistente a arranhões e manchas casuais.
Higiene Pelo fato de ser usada uma caneta stylus ou a unha para tocá-la, existem menos chances de transferir manchas de dedo, gorduras e germes. É necessário um toque total do dedo na tela, mas o uso de vidro como material principal torna a tela muito rápida e fácil de limpar.

Deixe seu Comentário