China retalia e bloqueia acesso ao Google em Hong Kong

O governo chinês retaliou e agiu para bloquear o acesso ao site de buscas do Google que funciona a partir de servidores de Hong Kong.

Agora, os usuários chineses não conseguem ver o conteúdo não censurado do site alternativo, o google.com.hk, conforme divulgado ontem aqui no Infoescravo.

Computadores do governo da China estão bloqueando o conteúdo ou fazendo uma filtragem de links do www.google.com.hk.

Além disso, a China Mobile, maior empresa de telefonia sem fio do país, deverá cancelar um acordo segundo o qual apresentada a ferramenta de buscas do Google em sua home page.

Mais cedo, Qin Gang, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da China, afirmou que o conflito entre o Google e o governo do país não vai afetar as relações com os EUA. “Não está claro para mim como isso poderia afetar as relações entre EUA e China, a não ser que alguém queira politizar isso”, disse Qin.

Ontem o Google anunciou que parou de censurar seu serviço de busca na internet na China, afirmando que vai redirecionar os usuários que acessarem o endereço www.google.cn para ferramentas de busca de Hong Kong.

Nenhuma Resposta

Deixe seu Comentário