Cartão de débito – Boa opção em viagem ao exterior

A MasterCard realizou uma pesquisa com 600 pessoas em viagem ao exterior e descobriu que apenas 31% levam o cartão de débito internacional.

Pouco usado, ele é uma opção se você quer fugir das oscilações do câmbio.

Grande parte dos viajantes ainda opta pelo papel moeda e pelos cheques de viagem (travelers checks) para realizar pagamentos no exterior, o que não é tão seguro quanto um cartão, que permite o bloqueio em caso de perda ou extravio.

O cartão permite pagamento direto em estabelecimentos comerciais e também o saque em caixas eletrônicos. “A forma de realizar ambas as operações é muito simples.

Você precisa avisar o seu banco que irá viajar e realizar as compras e saques da mesma forma que utiliza o cartão no Brasil, inclusive com a mesma senha.

Modalidades

Conheça abaixo as formas de pagamento que os brasileiros podem usar no exterior:
Cartão de débito - Boa opção em viagem ao exterior

  • Moeda em espécie e traveler check: sempre leve um pouco de dinheiro em espécie, que tem a facilidade de ser aceito em qualquer local, e também uma parte em traveler check. A dica é comprar com antecedência, para não deixar para última hora e ter de aceitar um câmbio alto.
  • Cartões de débito: permitem ao turista pagar despesas e fazer saques, na moeda local, em todo o mundo. A diferença é que o cartão é carregado, antecipadamente, em dólar, euro ou libra. Ou seja, assim como na compra de moeda ou TC, você já pode programar, com antecedência, quanto terá disponível para gastar, sem se preocupar com as oscilações do câmbio.
  • Cartão de crédito: você pode usar seu cartão de crédito, desde que ele seja internacional, para fazer saques e pagamento de compras. Porém, são cobradas taxas que podem comprometer o orçamento. Além disso, o pagamento das contas é feito no dia de vencimento da fatura e o câmbio válido é o desta data. Por isso, a modalidade se torna arriscada.

Deixe seu Comentário