18 recursos que o Windows deveria ter, mas não tem – Virtual Workspaces

Este é o 2º artigo da série “18 recursos que o Windows deveria ter, mas não tem“.

Virtual Workspaces

Disponibilidade: Linux, PC-BSD, Mac

Faz tempo que os usuários de Linux têm a liberdade de manter um grande número de aplicações rodando ao mesmo tempo, sem entulhar janelas na tela, graças ao poder das áreas de trabalho virtuais.

Em uma instalação Linux típica, quando o sistema é carregado, quatro áreas de trabalho criadas automaticamente são representadas por uma pequena guia no painel do canto da tela.

À medida que o usuário abre mais programas, ícones em miniatura dessas telas começam a ocupar essa guia, indicando qual programa está rodando em cada área de trabalho. Para mudar de área de trabalho, o usuário simplesmente clica na área apropriada da guia ou usa uma combinação de teclas como Shift e seta direita para se mover entre elas.

Com as múltiplas áreas de trabalho, vêm também a habilidade de organizar o ambiente do desktop Linux por tarefa, por tipo de aplicação, por prioridade, ou por qualquer outro jeito que você gostar. É particularmente útil manter um punhado de aplicações fora de alcance, sem ter que se preocupar em fechá-las. Eu, por exemplo, gosto de manter meu mensageiro instantâneo em uma janela separada de meu programa de criação de documentos, como forma de permanecer focado em meu trabalho.

A Apple adicionou este conceito ao Mac OS X com o lançamento do Leopard em outubro de 2007, apesar de o recurso Spaces do Leopard não trazer as miniaturas dinâmicas (uma coisa que seus ancestrais Linux oferecem) no ícone Dock. Para reproduzir essas áreas de trabalho no Windows, contudo, você terá de fazer algum tipo de download.

Usuários de XP têm uma solução fácil com o Microsoft Virtual Desktop Manager, um download grátis da coleção PowerToys. Para o Vista, será preciso escolher um dos diversos utilitários de terceiros. Meu favorito entre eles é um gratuito chamado Dexpot, que oferece uma ampla variedade de opções de configuração.

Deixe seu Comentário