VoIP para pequenas e médias empresas

A telefonia pela internet evoluiu muito nos últimos anos, mas o pequeno e médio empresário deve se preparar.

Entrar na era da VoIP é bem mais complexo que espetar um telefone fixo na tomada.

Mais do que usar telefones específicos ou softphones, como o Skype, é preciso investir antes na infra-estrutura de TI: na rede local, na conexão banda larga e em pessoal técnico especializado. Afinal, a empresa não pode parar por falta de comunicação.

A primeira medida é conhecer a demanda atual e os custos com telecomunicação, projetar esses números com o plano de crescimento da empresa, e então comparar com o custo da nova tecnologia.

Dependendo do especialista consultado, a economia na conta telefônica com a adoção da VoIP varia de 40% a 85%. “Se a conta das chamadas de longa distância pesa, a empresa deve considerar a contratação de uma operadora VoIP”, diz Eduardo Tude, presidente da Teleco.

Hoje há operadoras VoIP, como a Tell Free, que vêem seu mercado crescer entre 8% e 10% ao mês. Segundo Daniel Duarte Filho, presidente da Tell Free, as PMEs ainda titubeiam ao investir em banda larga, gateways e outros recursos. “Mas aquelas que vencem essa barreira reduzem de 40% a 50% a conta telefônica.”

Deixe seu Comentário