7 dicas para criar uma senha mais forte

Da série ‘Como criar senhas seguras

Como você já viu no primeiro artigo desta série, não há uma regra específica para definir uma senha como sendo fraca ou forte.

Foi pensando nisto que preparamos sete dicas para que você crie uma senha mais forte.

Veja:

1) Fuja das senhas óbvias; nada de usar nomes próprios de parentes ou animais de estimação; nas senhas exclusivamente numéricas, não use data de nascimento ou casamento (nem seu, nem de parentes próximos).

2) Combine uma senha que envolva letras, números e caracteres especiais – esse é um conselho antigo mas que ajuda a tornar o password mais difícil de ser desvendado.

3) Uma senha forte pode se tornar complexa demais para ser lembrada e o usuário ficará tentado a deixá-la anotada em algum lugar (e vê ir por água abaixo toda a segurança dela).

4) Escolha uma frase fácil de lembrar; pode ser uma estrofe de sua música preferida ou algo como “Minha filha Sandra nasceu em dezembro de 2005, tem cabelos pretos e olhos azuis”.

5) Pegue a primeira letra/algarismo de cada palavra ou número da frase e use-os para compor a senha (no exemplo dado “mfsned2tcpeoa”.

6) Substitua alguns do itens da senha por um caracter especial ou número, que seja fácil de você lembrar. Por exemplo, a letra “s” pode ser trocada por “$” ou por “5”, a vogal “o” pode ser trocada pelo número “0” (e vice-versa). O resultado pode ser algo como “mf$sned2tcpe0a”.

7) Caso esteja satisfeito com o resultado, você pode testar o nível de segurança do password criado. No site da Microsoft existe um serviço gratuito que mostra, graficamente, o poder de uma senha fornecida.

password_checker.jpg

Serviço da Microsoft verifica se uma senha é forte ou não

8) Não use a mesma senha para todos os serviços que você tem acesso, como e-mail, PC de casa e do trabalho, redes sociais etc. Caso alguém descubra sua password, a primeira coisa que fará será tentar usá-la para todos os outros serviços a que você tem acesso. Em vez disso, crie um radical forte e utilize-o como parte da senha, complementando-a – cada uma das senhas – com uma informação que o faça lembrar do serviço em questão. Por exemplo, “mf$sned2tcpe0aMSN” para a conta do MSN (ou “mf$sned2tcpe0achat” caso queira fugir do óbvio)

Nenhuma Resposta

  1. Pingback: Como criar senhas seguras 7 de novembro de 2009

Deixe seu Comentário