Rodando o Windows no Mac OS por virtualização

Como funciona?

A virtualização utiliza software para emular hardware de PC e criar uma “máquina virtual” em execução juntamente com o sistema operacional Mac, proporcionando acesso instantâneo a quaisquer aplicações do Windows.

Atualmente, o Windows é a “máquina virtual” mais comum no Mac, mas você também pode também utilizar a virtualização para executar o Linux e outros sistemas operativos.

Com a virtualização, você não precisa reinicializar para utilizar o Windows.

Uma das vantagens da Virtualização do Windows no Mac OS é a capacidade de executar o sistema Mac OS e uma máquina virtual em simultâneo, sem que seja necessário reinicializar o sistema.

Mas nem todos utilizam a virtualização.

Isso porque a virtualização executa dois sistemas operativos em simultâneo, aumentando em grande margem as exigência a nível de recursos como memória e potência do processador, o que pode resultar num desempenho mais lento.

1 GB de RAM é o mínimo necessário para executar software de virtualização. No entanto, são recomendados pelo menos 2 GB para uma melhor experiência.

Opções de virtualização
As aplicações Nova Parallels Desktop for Mac e VMware Fusion executam ambas o Windows numa janela separada juntamente com o sistema do Mac. Cada um oferece ainda aplicações de utilitários (Coherence e Unity, respectivamente) que colocam as aplicações do Windows diretamente no ambiente de trabalho do Mac e se integram com o Expose e o Dock.

Deixe seu Comentário