Jogo Missile Command, do videogame Atari 2600, pode virar filme

Jogo criado para o console Atari há 30 anos está sendo discutido como tema em Hollywood ? em 3D.

Por Nátaly Dauer
com Henrique Cesar Ulbrich

Quem teve um Atari pode se lembrar de Missile Command, o jogo que envolvia destruir a tiros bombas antes que caíssem nas ?cidades? de blocos azuis, ao fim da tela. À primeira vista pode não parecer algo atrativo para Hollywood mas, especula-se, talvez o game ?vintage? tenha realmente apelo para o público cinéfilo.

De acordo com o site do jornal Los Angeles Times, a empresa de games Atari e a Fox (antiga 20th Century Fox) estão desenvolvendo um projeto de levar o game de mais de 30 anos às telas de cinema, provavelmente em 3D. Além do filme, a Atari estuda fazer um remake do jogo, com tecnologias atuais e múltiplos jogadores.

O Missile Command foi lançado originalmente na versão arcade em 1980. O objetivo era atirar em mísseis que caíam do alto da tela e evitar que atingissem as seis bases ou cidades no rodapé. Se todas as cidades fossem destruídas pelos mísseis, o jogo acabava. O tema pode não fazer sentido para os brasileiros do século XXI, mas era a ordem do dia para os norte-americanos dos anos 70 e 80, em meio à Guerra Fria.

O game, em si, é bastante simplista, mas o conceito permite uma enorme ?licença poética?, comenta o site TG Daily. Mesmo com jogabilidade simples, o game ganhou versões atualizadas para muitos consoles, inclusive uma em alta resolução, como por exemplo Game Boy, Xbox 360 e iPhone.

Há elementos relacionados ao jogo, mas que não estão no cartucho, que podem ser usados no enredo do filme. Por exemplo, no manual do cartucho para o console Atari é explicado por alto que os jogadores precisam defender cidades da raça Zardon de uma invasão fulminante dos alienígenas de Krytol ? o que mascara um pouco o pano de fundo político da época. Essa referência alien é bastante cinematográfica.

Filmes baseados em videogames como Tomb Raider ou Street Fighter já são bastante comuns na indústria cinematográfica, mas esses jogos já são, pela representação de caracteres humanos e pelo enredo (ou, na falta deste, pelo argumento). Entretanto, se inspirar em um jogo de 1980 ? que não tem nem personagens ? é um projeto sem precedentes.

Uma versão online do Missile Command arcade (com uma introdução em flash que não aparecia no original) pode ser jogada pelo atalho tinyurl.com/mcommand

Receba essa e muitas outras notícias no seu celular. Envie igtecnologia para 49094

Continue lendo »

Deixe seu Comentário