Google turbina jogos com o Google Play Game Services

Atenção, gamers de Android: o que acontece em Vice City em seu smartphone não tem mais que necessariamente ficar em seu smartphone, ou mesmo no Android.

A Google anunciou na palestra de abertura do evento Google I/O novas interfaces de programação (APIs) que tornam mais fácil para os desenvolvedores incluir em seus jogos recursos como saves armazenados na nuvem e sincronizados entre múltiplos dispositivos, conquistas, rankings globais e uma boa dose de integração com o Google+.

Os saves armazenados na nuvem funcionam como você espera: você poderá começar a jogar um jogo em um aparelho e continuar de onde parou em outro.

Da mesma forma as conquistas – similares ao que a Apple oferece no Game Center no iOS – são auto-explicativas: um feito dentro do jogo (como vencer uma fase difícil ou cumprir um objetivo) pode ser compartilhado com seus amigos via Google+, e é sincronizado entre dispositivos.

A nova API do Google Play Game Services também pode ser usada no iOS e na Web, o que permite que os desenvolvedores criem uma experiência de jogos verdadeiramente multiplataforma, se desejarem.

O Google+ é o coração dos recursos sociais das novas APIs.

Notificações, convites, ranking e ferramentas para convidar amigos para uma partida se integram aos seus círculos.

E se você não tem amigos online ou disponíveis para uma partida, poderá usar uma ferramenta para encontrar automaticamente alguém disposto a competir com você.

A Google tentou demonstrar alguns dos novos recursos no palco com o jogo Riptide 2, mas problemas impediram que isso acontecesse.

O Vice-Presidente do Android na Google, Hugo Barra, disse que a empresa irá fazer todo o “trabalho pesado” para suportar estes recursos, e que a empresa está trabalhando com vários desenvolvedores para lançar vários títulos compatíveis com o Play Game Services a partir de hoje.

Eles devem aparecer na loja Google Play após uma atualização automática para o Play Services adicionar suporte aos novos recursos a todos os aparelhos Android rodando a versão 2.2 (Froyo) ou mais recente do sistema.

Deixe seu Comentário