Dicas para escolher um notebook

Quer comprar um notebook e não sabe qual modelo?

Hoje em dia é fácil encontrar milhares de marcas, preços e configurações expostas em diversas lojas, mas já comparou e entender essas especificações?

Muitos fabricantes e lojas procuram destacar todas as qualidades e esconder os defeitos dos seus produtos.

É natural, afinal eles querem vender seu peixe, assim cabe a você saber o que você precisa para escolher seu notebook, antes mesmo de entrar na loja.

Antes de escolher os componentes do computador, você precisa definir o uso que você dará para ele. Não adianta comprar um netbook de R$ 799,00 se você quer um dispositivo para jogar, assim como não adianta comprar um notebook com Core i7, 8GB de Memória e 1TB de HDD se você quer apenas entrar na Internet e usar aplicações de escritório.

Para facilitar sua aquisição, preparamos uma tabela com configurações básicas para você escolher seu próximo notebook:

Preço
Intel
AMD
Uso básico
Até R$ 1 mil Atom – 1GB RAM – 250 GB HDD Athlon Neo – 1GB RAM – 250 GB HDD
Acima de R$ 1 mil Intel Dual Core – 2GB RAM – 320GB HDD Athlon 64 X2 – 2GB RAM – 250GB HDD
Multimídia
Até R$ 1.600 Core 2 Duo – 2GB – 320GB HDD Athlon 64 X2 – 2GB RAM – 320GB HDD
Acima de R$ 1.600 Core i3/i5 – 4GB RAM – 500GB HDD Phenom II Dual Core – 4GB RAM – 500GB HDD
Jogos
Até R$ 2 mil Core i5 – 4GB RAM – 1TB HDD Phenom II Triple Core – 4GB RAM – 1TB HDD
Acima de R$ 2 mil Core i5/i7 – 6GB a 8GB RAM – 1TB a 2 TB HDD Phenom II Quad Core – 6GB a 8GB RAM – 1TB HDD

Quantos Gigas?

Um erro comum do consumidor (que é amplamente aproveitado pelos fabricantes) é lotar o notebook com memória e, para baratear, colocar estas memórias em notebooks com baixo poder de processamento. Por exemplo:

Uma empresa XXY fabrica um computador com processador Intel® Dual Core ® e coloca 6GB de memória RAM para justificar seu preço de R$ 1.999,00. O problema é que esta memória não será bem aproveitada pelo processador, o que criará uma espécie de funil, e poderá deixar os mais exigentes frustrados.

O que o usuário novo não sabe é que essa memória não vai ser muito bem aproveitada em um computador com processador já ultrapassado, que vai acabar não tendo o desempenho que você deseja. Além disso o tipo da memória DDR3 tem um desempenho melhor que a DDR2, e um computador Core 2 Duo com 2GB de Memória DDR2 tem um desempenho inferior aquele um com memória DDR3, por exemplo.

A mesma coisa vale para os HDs: Para um usuário comum – que não baixa filmes, não coleciona músicas nem joga muito – um HD de 250GB é mais do que suficiente, no entanto alguns consumidores ignoram isto em busca de um disco rígido maior. Neste caso o usuário vai gastar mais dinheiro e ficará com muito espaço sobrando no HD.

E o processador? »

2 Comments

  1. thiago 13 de janeiro de 2011
  2. joao pedro moreno 4 de janeiro de 2011

Deixe seu Comentário