Como criar senhas seguras

Se a senha usada para acessar seu PC ou e-mail é “123456”, saiba que você não está sozinho.

É bom saber que, além de óbvia, este tipo de senha fornece praticamente nenhuma segurança.

Quem usa o nome ou data de nascimento na elaboração de uma password também está desprotegido.

Tais dados são facilmente encontrados em redes sociais como Orkut e Facebook e pode ser coletados por softwares desenvolvidos por hackers ou crackers.

De possa dessas informações, algoritmos sofisticados e criados para realizar milhares de combinações reorganizam os dados buscando encontrar a senha do usuário para os mais diversos tipos de serviços.

Com o alto poder de processamento dos computadores atuais, milhares de alternativas levam poucos minutos para serem testadas. Parece simples, não? E realmente é.

Sistemas 100% seguros realmente não existem e a primeira porta que um potencial invasor vai testar é a vulnerabilidade das passwords. Com a colaboração, mesmo involuntária dos usuários, crescem exponencialmente as chances de uma senha fácil ser descoberta.

Criar uma barreira intransponível é algo que as empresas de segurança vem tentando há anos, em uma batalha que está longe de ser vencida pelos mocinhos da história. Se não é possível impedir, os usuários têm a obrigação de ao menos dificultar o trabalho dos vilões da web, utilizando o que se convencionou chamar de senha forte. Mas o que é realmente uma senha forte?

Não há uma regra específica que defina uma senha como sendo fraca ou não. Por isso preparamos uma série de artigos que vão te ajudar a criar uma senha bem mais segura e melhorar a segurança das senhas já existentes. Veja:

7 dicas para criar uma senha mais forte

Proteção adicional para suas senhas

Como gerenciar senhas

Como lidar com as senhas no trabalho

Uma Resposta

  1. Carlos Medeiros 7 de novembro de 2009
  2. Pingback: Como lidar com as senhas no trabalho 7 de novembro de 2009
  3. Pingback: 7 dicas para criar uma senha mais forte 7 de novembro de 2009

Deixe seu Comentário