Carta ao Google Chrome

Por exemplo, quando você não consegue abrir uma página, você imediatamente coloca a culpa no site dizendo que o link “está quebrado” – aí se eu aperto atualizar (F5), você carrega a mesma página sem problemas.

Por quê?

Eu uso o servidor DNS de seu pai e também desabilitei o domínio de busca mas o problema não desapareceu completamente.

As páginas (ou links) que você diz que estão quebrados, carregam normalmente no IE e no Firefox, então eu estou certo de que a solução tem que vir do seu lado.

Você consome muita memória, mas como a maioria dos navegadores fazem isso, eu não deveria estar reclamando.

Ainda me lembro dos primeiros dias, quando você podia simplesmente mostrar a Mensagem de erro “Ah, não!”

Mas não tenho visto mais nem estas mensagens nas últimas interações com você. Será que acabou isso?

Há no entanto um problema maior que eu realmente queria que você soubesse – você congelou completamente meu Windows 7 em pelo menos cinco ocasiões, me deixando como única opção reiniciar a máquina.

Isso pode ter sido devido a maus plug-ins ou por causa de sites com problemas ou pesados, mas por que você tem que travar o meu sistema inteiro só por causa de uma aba hipoteticamente em mau funcionamento?

Eu não sei se o problema é devido ao Windows 7 ou devido a configuração da minha máquina ou algo mais sério, mas precisa de uma correção. A única parte boa é que você sempre restaura as páginas da sessão anterior.

Eu tinha essa carta na minha pasta de rascunhos havia algum tempo, mas quando você (Chrome) travou meu sistema inteiro hoje de novo, pensei em finalmente enviá-la a você (depois de fazer uma reinicialização do sistema, é claro). Você tem uma página de suporte onde as pessoas podem relatar falhas, mas parece que ela não funciona.

Por isso, estou te trocando pelo Firefox hoje e planejo usá-lo como meu navegador principal novamente. Vou continuar tendo você em meu sistema, vou seguir testando suas novas versões e vou continuar a escrever sobre você no meu blog, mas por hora você vai ter que ficar em algum lugar entre o Firefox e o Internet explorer.

Tchau Chrome!

Uma Resposta

  1. Luiz Carlos Ferreira da Silva 3 de março de 2011